BPA e câncer: o perigo em forma de plástico e revestimentos

O BPA, nome comumente usado para designar o Bisfenol-A, é uma substância química orgânica que é base de polímeros e revestimentos, principalmente os plásticos policarbonatos. Ele é utilizado em praticamente tudo o que se possa imaginar, como eletrodomésticos, óculos, lentes, embalagens, computadores, celulares, mamadeiras, chupetas e diversos outros tipos de produtos, como por exemplo aqueles papéis térmicos que pegamos no banco.

O grande problema, porém, é que existem diversos estudos que ligam BPA e câncer. Ao entrar na corrente sanguínea, o Bisfenol-A confunde os receptores celulares no organismo e se comporta de forma parecida à dos estrógenos naturais, isto é, como mais um hormônio do corpo. Com doses muito pequenas(nanomolares) desta substância no corpo, ele já pode causar alterações na ação dos hormônios da tireóide, a liberação de insulina pelo pâncreas e aumentando a proliferação das células de gordura.

__________

Você precisa iniciar uma sessão para visualizar o restante do conteúdo.Por favor, . Você ainda não possui uma conta de usuário? Cadastre-se!

Um comentário sobre “BPA e câncer: o perigo em forma de plástico e revestimentos

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo