Faça você mesmo: creme dental caseiro (nova versão)

Esta é nossa segunda versão de creme dental caseiro(veja o anterior aqui) e resolvemos pública-lo pois o resultado ficou ainda melhor que a nossa primeira versão.

Na verdade, criar sua própria versão de um creme dental caseiro é muito fácil, pois você tem os ingredientes básicos, que são o bicarbonato, o sal e o óleo de coco, que podem ser misturados a óleos essenciais ou outros ingredientes do seu gosto. Vale o exercício de criar diversas versões, cada hora experimentando um ingrediente diferente.

Nesta nova versão, colocamos uma maior quantidade do óleo essencial de hortelã-pimenta e do óleo de coco, porém reduzimos a quantidade de água. Além disso, inserimos algumas gotas do óleo essencial de lavanda e do melaleuca, que, além de dar um sabor/odor refrescante ao creme dental caseiro, possuem propriedades antibacterianas, antifúngicas e antivirais, além de anti-inflamatórias e analgésicas.

A canela em pó é um excelente conservante natural, assim como o óleo de coco, que garantem maior validade para o seu creme dental. Mesmo assim o ideal é sempre armazena-lo na geladeira, tampado, e sempre que for escovar os dentes, utilize uma colher pequena e limpa para pegar a pasta e colocá-la na escova(ou diretamente na boca).

Ingredientes do creme dental caseiro:

• 1/3 de xícara(ou 80 gramas) de bicarbonato de sódio
• 1 colher de chá de sal marinho
• 1 colher de chá rasa de canela em pó
• 2 colheres de sopa de óleo de coco(» Compre aqui)
• 20 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta(» Compre aqui)
• 6 gotas de óleo essencial de lavanda(» Compre aqui)
• 3 gotas de óleo essencial de melaleuca(» Compre aqui, orgânico)
• 1 ou 2 colheres de sopa de água filtrada
• (opcional) 2 envelopes ou 1,6 gramas de Stevia adoçante(pó)(» Compre aqui stevia orgânico)

Como preparar

Misture tudo o que for em pó(bicarbonato de sódio, sal marinho, a canela e o stevia) em um recipiente onde você possa mexer sem derramar. Acrescente os óleos essenciais(hortelã-pimenta, lavanda e melaleuca) e misture novamente. Depois, coloque as colheres de óleo de coco e misture novamente até quase obter uma mistura consistente.

No final, acrescente uma colher de sopa de água filtrada ou fervida(fria) e misture até obter a consistência desejada. Se estiver ainda esfarelando, acrescente mais uma colher de sopa de água e misture.

Pronto, sua pasta estará perfeita para o uso.

Por que utilizar um creme dental caseiro?

Só para lembrar, são diversas matérias alertando sobre o perigo de alguns dos ingredientes utilizados nas pastas de dentes convencionais, que vão desde o flúor, tão valorizado pela publicidade, até outros ingredientes como o triclosan, mais recentemente associado ao câncer em testes feitos com animais.

Ao todo são 8 ingredientes perigosos para a saúde encontrados na maios parte dos cremes e pastas dentais. São estes:

• Fluoreto de sódio: desregula as glândulas hormonais e reduz as funções das glândulas adrenal e tireóide.
• Propilenoglicol: é um tipo de óleo mineral comumente usado na indústria em tintas, esmaltes, vernizes, além de produtos para a refrigeração de motores e anticongelantes.
• Glicerina: apesar de não ser tóxica, ela adere aos dentes impedindo a absorção de minerais naturalmente presentes na saliva, além de impedir a limpeza natural da lingua sobre os dentes.
• Sorbitol: Açúcar alcóolico usado para não deixar que a pasta endureça depois de aberta.
• Aspartame ou Sacarina: alguns estudos sugerem que adoçantes deste tipo podem ser prejudiciais para a saúde humana.
• Dietanolamina (DEA): Usada para fazer espuma, têm associado ao seu uso um aumento de casos de câncer no fígado e rins.
• Triclosan: ação anti-bacteriana e anti-fúngica, que impede o funcionamento adequado da tireóide e em testes recentes em animais gerou aumento nos casos de câncer.
• Lauril sulfato de sódio: usado para dar forma à pasta e também agente usado para a remoção da placa bacteriana. Porém, diversos estudos vem demonstrando que este produto pode causar úlceras e até mesmo câncer nas gengivas.

Fontes / referências:
• Cura Dente – “Creme dental: perigoso para a saúde do corpo e dos dentes?”
• Yogui.co – “Produto químico encontrado no creme dental colgate total está ligado ao câncer”
• E-how – “Quais são os perigos da ingestão da pasta de dentes por crianças?”
• Arte de Nutrir – “Os 6 ingredientes prejudiciais a saúde presentes nos cremes dentais”

Receita de cebola caramelizada

Esta é uma receita especial para quem adora cebola caramelizada ou para aqueles que gostam ou procuram sabores agridoces e contemporâneos em seus pratos ou lanches.

O uso da cebola na culinária data aproximadamente de 5000 anos atrás, no Egito e durante a idade média foi consumida por toda a Europa. Durante o período da peste bubônica a cebola foi amplamente utilizada com a crença de que era eficiente contra a doença. Acredita-se que foi trazida para a América por Cristóvão Colombo.

Saúde

A cebola melhora a circulação sanguínea, por conter quercetina que é um importante flavonóide. Previne a anemia, pois possui boas quantidades de fósforo, ferro, vitamina E e desta forma auxilia na regeneração dos glóbulos vermelhos.

Também é rica em vitaminas A e C e seu alto teor de enxofre ajuda no sistema respiratório, prevenindo e tratando doenças, além de ser um poderoso antioxidante e antiinflamatório.

Para completar, a cebola também ajuda a controlar a pressão sanguínea, graças ao potássio, que também tem ação diurética e previne doenças do sistema nervoso, já que seu alto teor de vitamina B auxilia na transmissão dos impulsos nervosos e musculares.

Ingredientes da cebola caramelizada

• 8 cebolas médias
• 2 colheres cheias de açúcar mascavo(utilizamos uma marca orgânica que é ótima!)
• 1 colher de chá de sal marinho
• 1/4 xícara de vinho tinto seco
• 3 ou 4 colheres de sopa de óleo de coco
• 2 colheres de azeite de oliva extra virgem
• Pimenta preta para moer na hora

Como Preparar

Corte as cebolas em formato julienne ou em rodelas, de preferência em fatias bem finas(utilize uma faca bem afiada para isso, ou um ralador apropriado).

Em uma panela com fundo antiaderente(de preferência), aqueça três colheres de sopa do óleo de coco em fogo baixo e adicione as cebolas e o sal. Depois de descarcar as cebolas, este é o processo mais trabalhoso e demorado da receita, pois deve 50 minutos.

Evite sempre que a cebola grude no fundo da panela, para isso mexa a cebola sempre que perceber que isso possa acontecer. No início o processo será um pouco mais fácil, mas com o passar do tempo e do cozimento, a coisa complica um pouco mais. Se notar que a cebola está grudando muito, adicione mais uma colher de óleo de coco para ajudar.

Aos 50 minutos de cozimento, adicione o vinho tinto, o açúcar mascavo, o azeite e moa um pouco de pimenta preta sobre as cebolas. Continue a mexer por mais 10 minutos e desligue o fogo. Sua cebola caramelizada finalmente está pronta!

O processo é demorado mas vale muito a pena. Você pode adicionar(como nós fizemos) sua cebola caramelizada em lanches, ou mesmo utilizá-la para comer junto às refeições diárias, como um delicioso acompanhamento. Armazene na geladeira em potes de vidros tampados, por até 15 dias.

Bom apetite!

» Veja todas as nossas receitas com cebola aqui.
» Saiba mais sobre os benefícios da cebola e de diversos outros ingredientes em nosso glossário.

Faça você mesmo: pó para limpeza de pias e privadas

Mais um produto caseiro “Faça você mesmo”, desta vez vamos ensinar um ótimo pó para limpeza de pias e privadas. Além de um custo mais baixo do que os produtos industrializados, você vai gerar menos resíduos tóxicos dentro de sua própria casa e o principal, vai despejar menos desses mesmos resíduos nos rios, já que o tratamento de esgoto no país é péssimo. Além disso, vai reduzir a quantidade de embalagens plásticas e consequentemente seu descarte na natureza.

A mistura é simples, facílima de fazer mas que funciona muito bem. Leva só bicarbonato de sódio, sal marinho e óleo essencial de eucalipto(você pode usar qualquer outro de sua preferência).

Para entender o processo, o pó para limpeza não deve ser confundido com um produto desinfetante. Para isto, existe o vinagre. Sim, o vinagre é um ótimo desinfetante pois tem ação antibacteriana e ajuda a eliminar o mal cheiro que muitas vezes vem das tubulações, principalmente as mais antigas.

Mas, nem pense em misturar o vinagre com o bicarbonato de sódio, pois ambos acabarão se anulando. A ideia é que primeiro se utilize o pó de limpeza no vaso sanitário ou pia e depois deste processo, aí sim, usaremos o vinagre.

Os Ingredientes:

Pó para limpeza:

• 1/2 xícara de bicarbonato de sódio
• 1/2 xícara de sal marinho
• 40 gotas de óleo essencial de eucalipto

Solução desinfetante:

• Vinagre de maçã(Só ele).
• Embalagem spray para armazenar o vinagre

Preparando o pó para limpeza:

Misture o bicarbonato, o sal e agite bem. Pingue aos poucos as gotas do óleo essencial de eucalipto, mais ou menos umas 5 de cada vez, agite novamente a mistura, pingue novamente mais cinco gotas e vá repetindo o processo até pingar todas as 40 gotas.

Para armazenar, de preferência utilize algum saleiro com tampa, para evitar que o odor do óleo essencial evapore. O saleiro é ideal para fazer a limpeza, como você vai descobrir abaixo.

Como fazer a limpeza:

Espalhe o pó para limpeza por toda a superfície do vaso sanitário ou da pia e deixe o produto agir por 15 minutos. Após esse período, escove a superfície para tirar os resíduos e sujeiras e escoe o produto utilizando água(no caso da privada, basta dar descarga).

Para a desinfecção, borrife o spray de vinagre sobre a superfície que foi limpa e deixe agir por 30 minutos. Depois disso, só eliminar o produto utilizando água, como no processo de limpeza.

Bom uso!

Faça você mesmo: pasta de dentes caseira

Resolvemos criar nossa pasta de dentes caseira ao depararmos com várias matérias alertando sobre o perigo de muitos dos ingredientes utilizados nas pastas de dentes convencionais, que vão desde o flúor, tão valorizado pela publicidade, até outros ingredientes como o triclosan, mais recentemente associado ao câncer em testes feitos com animais.

Ao todo são 8 ingredientes perigosos para a saúde encontrados na maios parte dos cremes e pastas dentais. São estes:

• Fluoreto de sódio: desregula as glândulas hormonais e reduz as funções das glândulas adrenal e tireóide.
• Propilenoglicol: é um tipo de óleo mineral comumente usado na indústria em tintas, esmaltes, vernizes, além de produtos para a refrigeração de motores e anticongelantes.
• Glicerina: apesar de não ser tóxica, ela adere aos dentes impedindo a absorção de minerais naturalmente presentes na saliva, além de impedir a limpeza natural da lingua sobre os dentes.
• Sorbitol: Açúcar alcóolico usado para não deixar que a pasta endureça depois de aberta.
• Aspartame ou Sacarina: alguns estudos sugerem que adoçantes deste tipo podem ser prejudiciais para a saúde humana.
• Dietanolamina (DEA): Usada para fazer espuma, têm associado ao seu uso um aumento de casos de câncer no fígado e rins.
• Triclosan: ação anti-bacteriana e anti-fúngica, que impede o funcionamento adequado da tireóide e em testes recentes em animais gerou aumento nos casos de câncer.
• Lauril sulfato de sódio: usado para dar forma à pasta e também agente usado para a remoção da placa bacteriana. Porém, diversos estudos vem demonstrando que este produto pode causar úlceras e até mesmo câncer nas gengivas.

“Criamos um sistema em que estamos testando esses produtos químicos na população humana. Amo a ideia de que eles são todos seguros.(…) No entanto, quando temos estudos em animais que sugerem o contrário, estamos assumindo um risco grande.” – afirmou à Bloomberg News o professor da Universidade de Massachusetts, Thomas Zoeller.

cocaina dor dentes
Curiosidade: você sabia que a cocaína já foi usada muitos anos atrás para tratar dor nos dentes?


Por todos esses motivos, chegamos a duas soluções:
ou você compra alguma pasta de dentes que não contenha nenhum desses ingredientes, o que é muito difícil e provavelmente você só vai conseguir importando algum produto; ou você cria sua própria pasta de dentes caseira, solução que resolvemos testar e vimos que é totalmente possível e fácil de fazer.

A solução ideal: Criando sua própria pasta de dentes caseira / creme dental

Depois de muita pesquisa sobre a melhor composição para fazer uma pasta de dentes em casa que fosse ao mesmo tempo fácil, barata e principalmente, eficiente, chegamos aos seguintes ingredientes: bicarbonato de sódio, sal marinho, óleo essencial de hortelã-pimenta, óleo de coco, água filtrada(ou fervida) e adoçante Stevia(opcional).

O resultado nos surpreendeu, tanto pelo sabor e frescor, graças ao aroma natural proporcionado pelo óleo essencial de hortelã, como também pela limpeza, já que, apesar de não fazer espuma, a pasta deixou o hálito ótimo e com sensação de limpeza por um período maior que as pastas industrializadas.

No início, o fato de não fazer espuma pode ser o fator de maior estranhamento, mas depois de algum tempo o que passa a ser estranho é justamente o excesso de cremosidade das pastas industrializadas, que nos mostra ser claramente artificial(e prejudicial).

Ingredientes pasta de dentes caseira
Ingredientes pasta de dentes caseira

Ingredientes

• 1/3 de xícara(ou 80 gramas) de bicarbonato de sódio
• 1 colher de chá de sal marinho
• 6 a 8 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta(» Compre aqui)
• 2 colheres de chá de óleo de coco(» Compre aqui)
• Aproximadamente 8 colheres de chá de água filtrada
• 2 envelopes ou 1,6 gramas de Stevia adoçante(pó)(» Compre aqui stevia orgânico)

Clicando nos links acima você pode importar os produtos pelo site do iherb, que recomendamos pois usamos constantemente para adquirir diversos produtos que não encontramos no país. A entrega demora entre 1 e dois meses e é feita através dos correios. (Na primeira compra você ainda ganha um desconto de 5$ utilizando o cupom: hmc416).

Como Preparar

Em um recipiente, utilizando uma colher ou espátula, misture o bicarbonato de sódio, o sal, o Stevia, o óleo essencial e o óleo de coco até ficar homogêneo.

Vá adicionando as colheres de sopa de água filtrada aos poucos, uma a uma, até obter a consistência desejada(conseguimos uma boa consistência com aproximadamente 8 colheres de chá de água).

Mexa bem e guarde em um recipiente bem fechado na parte baixa da geladeira. Para usar, utilize uma colher de chá para pegar a “pasta” e coloca-la na escova de dentes, evitando o contado direto com a pasta e a proliferação de bactérias.

Sempre após o uso guarde o recipiente novamente na geladeira para que este não estrague e também não perca o aroma do óleo essencial.

Armazene por no máximo um mês.

Nhoque de mandioquinha ao molho sugo com manjericão

receita nhoque de mandioquinha

Embora muito associado com a culinária italiana, por incrível que pareça, o Nhoque é um prato originário do Oriente Médio. Nesta receita trocamos o “tradicional” nhoque de batata pelo também saboroso e saudável nhoque de mandioquinha.

Foi criado nesta região em tempos bem antigos, e teve sua receita “copiada” pelos Romanos, que exploraram a região e levaram consigo muitas coisas, entre elas os segredos do Nhoque.

A partír daí, o Nhoque se popularizou principalmente na região da Itália, adquirindo diversas variedades. Dentre estas, destaca-se a do nhoque feito em Sardenha, uma ilha italiana, que é considerada a região onde a receita mais se assemelha com aquela feita na época dos romanos. Trata-se de um mingau com ovos, que forma a massa. Simples assim.

A batata só começou a ser o ingrediente principal do nhoque a partír do século 16, também na Itália, e foi essa a receita que se popularizou ao redor do mundo, tornando-se a “tradicional” e levada pelos imigrantes italianos para as Américas.

Em muitos desses países onde a imigração Italiana foi intensa, como na Argentina, Chile ou em algumas partes do Brasil, o nhoque tornou-se muito popular, e em sua homenagem foi criada uma data comemorativa, que acontece sempre no dia 29 de cada mês e é chamada de “Nhoque de 29”.

“Nhoque de 29”, o nhoque da fortuna ou da sorte

A data comemorativa do dia 29, foi escolhida graças a lenda que existe a respeito do prato e de São Pantaleão. Conta esta lenda que, num dia 29 de dezembro, São Pantaleão andava vestido de andarilho por um vilarejo italiano. Com fome, resolveu bater a porta de uma casa e pedir comida. Apesar da família ter pouco alimento, não se importaram em dividir o que tinham com São Pantaleão. Serviram a ele então sete massinhas de nhoque. O homem comeu, agradeceu e foi embora. Ao recolher os pratos, todos ficaram surpresos ao descobrir sob cada um deles uma boa quantidade de dinheiro.

Até hoje muitas pessoas fazem nhoque no dia 29, colocam dinheiro sob o prato, comem os primeiros sete pedaços para depois fazer um pedido. Se funciona ou não é outra história, mas vale como curiosidade.

Sobre a receita do nhoque de mandioquinha

Como fazer o nhoque é um processo trabalhoso, escolhemos fazer uma boa quantidade para valer a pena. O que sobrou, basta armazenar na geladeira por no máximo uns 3 dias, ou no congelador por 1 mês. O rendimento desta receita é de aproximadamente uns 6 pratos.

Caso prefira fazer uma quantidade menor, basta reduzir os ingredientes pela metade.

Ingredientes para preparar a massa

• 1 quilo de mandioquinha descascada
• 2 xícaras de farinha de aveia
• 1 colher de chá de sal marinho
• 3 colheres de sopa de queijo ralado
• 2 colheres de sopa de manteiga
• Farinha de trigo

Como Preparar a Massa

Cozinhe as mandioquinhas em água fervente até que fiquem macias. Escoe bem a água e amasse a mandioquinha até formar um purê. Adicione a aveia, o sal, o queijo ralado, a manteiga e misture tudo, até formar uma massa. Deixe esfriar.

Espalhe um pouco da farinha de trigo sobre uma mesa, preparando-a para modelar a massa. Forme pequenas bolas de massa com as mãos, coloque-as sobre a mesa e faça pequenos rolinhos(veja a foto abaixo) com cada uma delas.

Nhoque de mandioquinha
Faça pequenos rolinhos com a massa

Após isso, utilizando uma faca, corte em tiras cada um dos rolinhos, como na imagem abaixo:

Nhoque de mandioquinha
Corte a massa em tiras

Termine o processo colocando mais farinha de trigo nas mãos e enrole cada uma das bolinhas. Note que é importante usar bastante farinha de trigo nas mãoes, principalmente para que o nhoque possa ser armazenado sem que grude um no outro. Veja a foto abaixo:

Enrole bem as bolinhas de nhoque com bastante farinha nas mãos
Enrole bem as bolinhas de nhoque com bastante farinha nas mãos

A massa do nhoque de mandioquinha está pronta!

Ingredientes para preparar o molho ao sugo

• 3 latas de tomates pelados(ou, caso prefira fazer com tomates frescos, aproximadamente 9 tomates para molho, descascados)
• 4 dentes de alho esmagado
• 1 cebola picada finamente
• 1/2 xícara de manjericão e hortelã picados finamente
• 1 colher de sopa de açúcar mascavo
• Pimenta moída na hora
• Azeite de oliva extra virgem
• 2 colheres de chá de sal marinho

Como Preparar o Molho ao sugo

Aqueça o azeite na panela em fogo baixo, por menos de 1 minuto. Acrescente metade do alho esmagado, a cebola e frite-os por mais ou menos 5 minutos. Depois acrescente os tomates, o açúcar mascavo e cozinhe por mais 25 minutos, ou meia hora, mexendo de vez em quando para que não grude no fundo da panela e queime. Desligue o fogo, acrescente o manjericão e o hortelã, a pimenta, o sal e o restante do alho esmagado. Mexa e reserve.

Cozinhando e servindo o nhoque de mandioquinha

Ferva um litro de água em uma panela com um pouco de azeite. Após a água começar a ferver, acrescente aos poucos as bolinhas de Nhoque, tomando o cuidado para não colocar muitas e a massa acabar grudando uma na outra. Quando o nhoque começar a boiar na água, é hora de tirar.

Coloque as bolinhas cozindas no prato, cubra com o molho e bom apetite!

Se preferir, você pode ainda temperar seu prato com mais um pouco de pimenta moída na hora(nós usamos um mix de pimentas) e um ótimo queijo ralado(de preferência também ralado na hora). Bom nhoque de mandioquinha!

Hambúrguer de abacate com quinua

hambúrguer de abacate com quinua

Há muito tempo que estamos testando diversos tipos de hambúrgueres vegetarianos, variando ingredientes, temperos, formatos, modo de preparo, de fritura, etc., buscando a receita ideal.

Neste hambúrguer de abacate com quinua conseguimos finalmente unir o saudável com o saboroso, e melhor ainda, de uma maneira muito fácil de fazer. Nesta receita utilizamos boa parte de ingredientes orgânicos, o que é muito melhor para a saúde e o meio ambiente.

Ingredientes & Benefícios
O abacate é uma das frutas mais ricas aos seres humanos, com alto teor de vitamina E, além de ácidos gordos essenciais e proteína. Além disso, ele possui as vitaminas A, B1, B2, B3, D, C, além de potássio, fibras, e uma grande quantidade de ácido fólico, que ajuda na redução dos níveis de colesterol no sangue. Pesquisas mais recentes indicam ainda que o abacate pode ajudar a regular os níveis de glicose no sangue, uma ótima descoberta para pacientes com diabetes.

A quinua(também chamada de quinoa) se tornou um importantíssimo alimento devido ao seu alto grau de proteína e diversas outras propriedades e vitaminas que são benéficas para a nossa saúde. Ela foi qualificada ainda como o melhor alimento vegetal para o consumo humano pela Academia de Ciências dos Estados Unidos.

A quinua atua na prevenção de doenças como câncer de mama, turbeculose, anemia e outras. Além disso, reforça o sistema imunológico e auxilia no desenvolvimento de funções ligadas à inteligência e aos reflexos. Na quinua encontramos ainda todos os aminoácidos que são essenciais para a nossa saúde, além das vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e E, e ainda possui minerais como o ferro, cálcio, magnésio, manganês, zinco e potássio. Por fim, ela é rica em ômega 3 e 6, além de possuir fitoestrógenos, substâncias naturais possuem ação similares a de certos hormônios, o que ajuda as mulheres a amenizar os sintomas da TPM e também da menopausa.

Veja abaixo como preparar o hambúrguer de abacate com quinua!

Ingredientes
• 1 xícara de quinua orgânica
• 1 abacate orgânico maduro
• 1 cenoura orgânica ralada
• 1 xícara de farinha de trigo integral
• 1/2 xícara de farinha de rosca
• 1 cebola picada a brunoise(picada em cubos bem pequenos)
• 4 dentes de alho bem esmagados
• Sumo de 1 limão
• Pimenta preta moída na hora
• Sal marinho a gosto

Como Preparar
Cozinhe a quinua em uma panela com duas xícaras e meia de água e um pouco de azeite, até que a água evapore completamente. Reserve e deixe esfriar.

Amasse o abacate com um garfo e depois uma colher, até obter uma consistência bem pastosa. Misture a cenoura ralada, a cebola, o alho esmagado, o sumo do limão, a farinha de trigo e por fim a farinha de rosca. Mexa tudo muito bem, adicione a quinua, misturando mais um pouco, e vá adicionando aos poucos o sal marinho e a pimenta preta.

Monte o hambúrguer de abacate fazendo pequenas bolas, e em seguida amasse suas extremidades para que fiquem no formato de hambúrguer.

Como é um hambúrguer que vai pouca farinha, o ideal é que seja frito somente com um mínimo de óleo, como o hambúrguer feito em uma chapa. Caso queira dar mais consistência, aumente a quantidade de farinha na receita.

Rendimento & Dicas do hambúrguer de abacate com quinua
Tempo de preparo: Aproximadamente 1 hora.
Rendimento: 12 unidades.
Congele enrolado em um filme plástico por um mês.

Bom apetite!

Creme de Aspargos com Cogumelos Paris

Esta receita é especial para aqueles dias muito frios(como hoje), um creme de aspargos e cogumelos que combinado com um bom vinho vai aquecer muito bem seu jantar(ou almoço) e ainda trazer uma deliciosa sensação de conforto.

Além de delicioso e muito utilizado na culinária francesa, o creme de aspargos é ainda extremamente nutritivo, rico em ácido fólico, magnésio, manganês, betacaroteno, fósforo, além de fibras e das vitaminas B, C e K. É ainda um ótimo anti-inflamatório, diurético, possui antioxidantes e ainda previne alguns tipos de câncer, justamente por prevenir inflamações crônicas e oxidação das células do corpo. Possui ainda o folato, que é essencial para um sistema cardiovascular saudável.

interna

O cogumelo paris(ou champignon de Paris) é essencial para quem segue dietas vegetarianas ou veganas, pois possui diversas propriedades essenciais para o funcionamento do organismo, como proteínas, ferro, cobre, zinco, cálcio, aminoácidos e vitamina C.

Ingredientes:
• 450 gramas de aspargos
• 200 gramas de cogumelos paris frescos
• 1/2 kg de batata
• 5 dentes de alho(2 picados e 3 esmagados)
• Pimenta preta moída na hora
• 1 balde pequeno ou bacia com gelo e 1 litro de água
• Azeite extra-virgem
• 100 gramas de queijo parmesão(melhor se ralado na hora)
• Noz Moscada
• Sal Marinho

Como Preparar
Descasque as batatas e coloque-as para cozinhar em água fervente até que fiquem macias.

Limpe os aspargos, deixando-os de molho em uma substância apropriada para limpar vegetais. Depois enxágue e remova(corte com uma faca ou quebre utilizando as mãos) suas extremidades inferiores(mais ou menos uns 4 cm. da base).

Em um recipiente estreito e longo(pode ser uma leiteira), coloque 1 litro de água para ferver e adicione-os com as pontas para cima. Deixe ferver por 4 minutos, depois vire-os(deixando as pontas para baixo), deixando ferver por mais 2 minutos. Desligue o fogo e coloque imediatamente os aspargos no balde ou bacia com água e gelo, para que se interrompa completamente o cozimento. Lembre-se de não jogar fora a água do cozimento dos aspargos, que será ainda utilizada na receita.

Limpe os cogumelos com uma toalha ou papel, removendo ou cortando uma boa porção de seu “caule”. Corte-os na metade, ou em três ou quatro partes(vai depender do tamanho do cogumelo, quanto maior ele for, cortar em mais pedaços). Aqueça uma frigideira em fogo baixo, coloque duas colheres de sopa de azeite extra-virgem, o alho esmagado e mexa até que fique dourado. Logo em seguida coloque os cogumelos e frite ainda em fogo baixo até que estes eliminem toda sua água e comecem também a ficar com uma coloração dourada(aproximadamente 10 a 15 minutos).

Enquanto isso, escoe a água com gelo dos aspargos e corte cada um deles pela metade, separando aqueles que estão com as pontas, daqueles que fazem parte da haste(base). Para os primeiros(as pontas), corte-os em 3 ou 4 pedaços menores, colocando-os na mesma frigideira dos cogumelos, fritando-os por mais 5 minutos, ou até que os cogumelos já estejam no ponto(dourados).

Para os aspargos que sobraram, coloque-os em um liquidificador, junto com os alhos restantes, as batatas e a água do cozimento dos aspargos. Bata tudo até que que a mistura fique homogênea. Reserve.

Finalizando seu creme de aspargos com cogumelos

Aqueça uma panela grande em fogo baixo, onde misturaremos todos os ingredientes e onde finalizaremos o creme.

Coloque primeiro a mistura que foi batida no liquidificador, logo em seguida os aspargos juntamente com os cogumelos que estavam na frigideira. Mexa bem, acrescente a pimenta moída na hora, um pouco(bem pouco) de noz-moscada(não abuse muito para não predominar no sabor do prato) e sal. Deixe aquecer por uns 10 a 15 minutos, para que o sabor dos cogumelos e dos temperos possam integrar o creme de aspargos.

Sirva com o queijo parmesão ralado na hora, e caso queira, incremente seu creme com uma deliciosa redução de balsâmico(veja aqui como preparar).

Bom apetite!

Gratin Dauphinois

Dauphiné é uma região no sudeste da França(próxima também da Suíça e Itália), conhecida pelas suas diversas especialidades gastronômicas. Uma delas é o Gratin Dauphinois, este delicioso assado de batatas com creme de leite e alho.

A primeira menção ao prato data de 12 de julho de 1788, quando foi servido em um jantar oferecido por Charles-Henri, duque de Clermont-Tonnerre para os funcionários da cidade de Gap(atualmente Hautes-Alpes).

Batata Dauphinois

Aqueles que já imaginavam ter saboreado e conhecido tudo o que melhor poderia ser feito utilizando batatas, se surpreenderão com este prato. Ele superou nossas expectativas e com certeza vai superar as suas também.

Apesar de priorizarmos receitas saudáveis aqui no Cultivate, de vez em quando fugimos um pouco da proposta, mas sempre por um ótimo motivo. Portanto, vai o aviso, este prato é muito, mas muito pesado, porém delicioso. Vale a pena de vez em quando…

Ingredientes
• 1,5 kg de batata
• 1,2 litro de creme de leite
• 6 a 8 dentes de alho esmagados
• 2 colheres de sopa de manteiga picada
• 2 colheres de sopa de azeite extra virgem
• Pimenta Preta moída na hora
• Sal

Como preparar
Descasque, lave e fatie todas as batatas, com uma espessura de aproximadamente 1 a 2 centímetros. Em uma travessa de ir ao forno, coloque aproximadamente 2 alhos esmagados com as duas colheres de azeite e espalha na base da mesma.

Coloque uma camada de batatas e sobre estas coloque um pouco da pimenta moída, sal e espalhe mais 1 dente de alho esmagado. Repita este processo até colocar todas as batatas.

Coloque o creme de leite sobre as batatas, balançando um pouco a travessa para que ele se infiltre entre as camadas inferiores. Coloque mais um pouco de pimenta moída sobre o creme de leite, e espalhe a manteiga também sobre o creme.

Deixe no forno por 2 horas, em temperatura de no máximo 180º. A grande dica deste prato é essa, já que o ideal é que as batatas absorvam boa parte do creme de leite, e com isso elas fiquem macias e muito cremosas.

Sirva com um bom vinho tinto, e bom apetite!

Fusilli integral ao molho bechamel com queijos

Aprenda a fazer esta deliciosa receita de “Fusilli integral ao molho bechamel com queijos”, e como sugestão, aprecie acompanhada de um bom vinho tinto.

Uma curiosidade sobre o Fusilli, é que este surgiu no sul da Itália e nasceu da idéia de enrolar Spaghetti em uma agulha de tricô.

Ingredientes
• 250gr. de Fusilli integral
• 2 xícaras de leite
• 2 colheres de sopa de manteiga
• 2 colheres de sopa de farinha de trigo
• 2 dentes de alho esmagados
• 1/2 xícara de queijo parmesão ralado
• 1/2 xícara de queijo gruyère picado
• 1/2 noz-moscada ralada
• Pimenta preta moída
• Sal(de preferência marinho)

Como Preparar
Coloque água(aproximadamente 1 litro) em uma panela e leve-a ao fogo alto, até que comece a ferver. Acrescente sal e uma colher de sopa de azeite. Despeje a massa e deixe cozinha por aproximadamente 10 minutos(ou de acordo com as instruções da embalagem). Após, desligue o fogo e escoe a água. Reserve.

Em outra panela, adicione a manteiga em fogo baixo até que derreta, logo em seguida adicione a farinha e faça uma mistura com ambas. Continue mexendo até que a mistura comece a ficar levemente dourada. Acrescente então aos poucos o leite e continue a mexer até que a mistura comece a ficar cremosa. Acrescente então novamente mais um pouco de leite e mexa novamente até obter cremosidade. Repita a operação até utilizar todo o leite.

Desligue o fogo e imediatamente acrescente então o queijo parmesão(de preferência ralado na hora), o gruyère, o alho esmagado, a noz-moscada, o sal e por fim a pimenta. Misture tudo até que o queijo derreta, e sirva misturando o molho com a massa cozida.

Bom apetite!

Tofu empanado com aspargos

O aspargo é um vegetal pouco consumido no Brasil, o que justifica a dificuldade de ser encontrado nos supermercados. Seu consumo é mais frequente na Inglaterra e na França. É pouco calórico e possui qualidades diuréticas, além de ser rico em ácido fólico.
O tofu, por ser feito da soja, possui as mesmas qualidades desta, como prevenir o cancêr de mama e ser rico em proteínas.
O gosto do aspargo é muito suave e combinou bastante com o tofu empanado. Aprovado.

Ingredientes: 1 pacote de tofu consistência firme, 6 aspargos, alho, sal marinho a gosto, azeite extra virgem, farinha de mandioca, 1 ovo, pimenta preta moída, gergelim preto, farinha de rosca.

Como preparar: Cozinhe os aspargos por 03 minutos em água fervente. Em uma frigideira coloque os aspargos, cozidos e cortados ao meio, com duas colheres de azeite, 02 dentes de alho picado e sal a gosto. Reserve. Em outra frigideira, coloque aproximadamente dois dedos de óleo para aquecer. Para empanar, passe o tofu cortado em pedaços no ovo batido e em seguida, na farinha de mandioca. Com uma colher, jogue o ovo batido por cima dos pedaços de tofu. Tempere com sal, pimenta e salpique com a farinha de rosca, enfeitando com o gergelim. Frite o tofu no óleo quente até começar a dourar. Está pronto para servir.