Como substituir o açúcar por opções saudáveis

Ganho de peso, cáries, diabetes tipo 2, aceleração do envelhecimento, diminuição da imunidade, inflamações generalizadas, câncer, problemas cognitivos e alterações da flora intestinal. Por incrível que possa parecer, todos esses problemas estão relacionados ao consumo do açúcar, principalmente o açúcar de mesa(refinado), a forma mais usada nos mais diversos tipos de receitas.

Os açúcares refinados não são somente vazio de nutrientes, mas também podem ser classificados como antinutrientes, já que consomem nutrientes de nosso próprio corpo(principalmente os minerais) para que possam ser metabolizados.

Por isso, você tem duas opções para evitar estes problemas: cortar o açúcar da sua dieta ou então substituí-lo por opções menos maléficas.

O ideal é que se faça as duas coisas.

Experimente, por exemplo, tomar aquele cafézinho diário sem açúcar. A experiência no início pode ser um pouco estranha, pois você vai sentir todo o amargor que naturalmente faz parte do sabor do café e que é anulado pelo açúcar. Depois de alguns dias(ou semanas, dependendo da pessoa) tomando o café sem adoçar, o estranho vai ser voltar a colocar açúcar no café.

Substituindo o açúcar por outro tipo de adoçante

Como sabemos, não é uma tarefa das mais fáceis escolher um substituto para o açúcar, já que alguns tipos de adoçantes estão também associados a doenças como o câncer, por exemplo.

As soluções ideais

A primeira e mais natural solução seria a utilização do mel de abelhas, que possui 80% de açúcar, sendo por volta 40% frutose e 40% glicose e é rico em aminoácidos, minerais, vitaminas e antioxidantes.

O açúcar mascavo seria uma outra boa opção, mas precisa ser usado com cautela, já que o seu índice glicêmico também é alto. É rico em ferro, por isso um aliado contra a anemia, além de possuir outras vitaminas e minerais, como o manganês, magnésio e potássio.

Outro tipo de açúcar que é bem interessante, mas que também precisa ser usado com parcimônia, é o açúcar de coco. Ele possui um índice glicêmico bem mais baixo e por isso é metabolizado mais lentamente pelo organismo, sem elevar de maneira brusca os níveis de glicose no sangue.

A Stévia é uma das soluções ideais para aqueles que sofrem de diabetes, já que ajuda a diminuir os níveis de glicose no sangue.

O Xilitol

O xilitol é o adoçante da moda(e com muitos motivos), já que tem um sabor muito próximo do açúcar, mas com 40% menos calorias, além de um índice glicêmico muito baixo. Ajuda a evitar cáries e placas bacterianas, já que torna a saliva alcalina. O Xilitol é tão eficiente e benéfico para os dentes que você pode até fazer uma pasta de dentes caseira com ele(veja aqui nossa receita).

Funciona também como um prebiótico, alimentando as bactérias benéficas da nossa flora intestinal. Além disso, ele melhora a absorção de cálcio no organismo, ajuda a combater infecções nos ouvidos e sinus. É eficiente também contra a Candida Albicans, fungo causador de inúmeros problemas de saúde.

Atenção!

O Xilitol só tem um porém: é extremamente perigoso para os animais domésticos, principalmente os cães.

O grande problema é que tanto nos humanos como nos cães, o nível de açúcar é controlado através do pâncreas, que libera insulina com essa finalidade. Porém, para as espécies não primatas, o consumo de xilitol(mesmo em pequenas quantidades), produz a estimulação do pâncreas para liberar a insulina, o que resulta em uma diminuição rápida dos níveis de açúcar no sangue.

Assim, dependendo do tamanho do animal e da quantidade consumida, essa hipoglicemia poderá acontecer entre dez e sessenta minutos depois da ingestão do produto e poderá causar danos permanentes e até mesmo a morte do animal.

Portanto, mantenha sua pasta de dente e também o seu xilitol armazenado bem longe destes animais, já que ele é praticamente um veneno para eles.

Referências / Fontes:
Flávio Passos
Estilo UOL

Penne ao molho de abacate

Essa receita de “penne ao molho de abacate” tem muito frescor, já que o molho não é cozido e tem ingredientes com muito sabor, como o manjericão e o hortelã. Além disso é vegetariana e pode ser também vegana caso você substitua o penne por uma versão sem ovos(feito com arroz ou com farinha de milho, por exemplo).

O ingrediente principal é o abacate, que vai fazer neste caso o papel do creme de leite ou do molho roux. Para quem está acostumado a comer o abacate somente em sobremesas, pode parecer estranho no princípio ver a consistência do molho e não fazer a associação direta com o sabor doce.

Mas, logo na primeira garfada a ideia de que o abacate só serve para pratos doces vai embora quase que de imediato. Na verdade é bem capaz, como foi no meu caso, que aconteça o inverso, que o abacate comece a ser visto como mais um ingrediente para se fazer pratos salgados do que doces.

Enfim, vale a pena experimentar esse molho de abacate, seja você onívoro, vegetariano ou vegano. Nos três casos com certeza vai adorar essa receita.

Penne ao molho de abacate

Print This
Serves: 2 Prep Time: Cooking Time:

Ingredients

  • 250 gramas de penne
  • 1 abacate médio bem maduro
  • 1/2 maço de manjericão
  • 3 a 5 colheres de sopa de azeite
  • 1/2 limão
  • 1/4 de copo de água
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de café de hortelã desidratado
  • sal
  • pimenta preta moída na hora

Instructions

Em uma panela, coloque cerca de um litro de água para ferver, adicione uma colher de chá de sal e assim que a água começar a ferver, coloque o penne e deixe até que ele fique “ao dente”(nem muito duro nem muito macio).

Enquanto isso, prepare o molho, colocando todos os outros ingredientes(abacate, manjericão, azeite, limão, água, alho, hortelã, sal e a pimenta) em um liquidificador. Bata até conseguir uma mistura homogênea, isto é, até que o manjericão praticamente se dissolva no molho.

Quando o penne estiver no ponto certo, escoe a água e reserve. Adicone então o molho sobre o penne, misture e pronto!

O ideal é servir de imediato, já que o frescor do molho vai ser perder caso seja armazenado de alguma forma. Além disso, o abacate costuma se oxidar facilmente e ficar escuro caso seja armazenado.

Bom apetite!

Conheça os motivos para você comer alimentos ricos em prebióticos

Os alimentos ricos em prebióticos, como o alho cru e as alcachofras, servem como comida para as boas bactérias, ou os chamados probióticos(isso mesmo, com “pro”), que quando bem alimentados geram diversos benefícios ao corpo humano.

Os probióticos são os alimentos que estão na moda quando se fala em saúde e nada mais são que as bactérias benéficas que vivem em nosso aparelho digestivo e encontradas em alimentos como iogurtes e alimentos fermentados.

os prebióticos são certos tipos de fibras encontradas naturalmente em alguns alimentos e que servem de alimento aos probióticos. Quando esses últimos se alimentam, eles não apenas se multiplicam, como também liberam subprodutos metabólicos, de acordo com um estudo(leia aqui) da University of Colorado Boulder(UCB).

Resumindo, os prebióticos deixam os probióticos felizes, e probióticos felizes trazem muitos benefícios para nossa saúde.

Mas nem todas as fibras são consideradas prebióticos, já que para ter essa classificação, o alimento prebiótico precisa, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Americano, ser resistente à acidez gástrica, passar por hidrólise por enzimas, ter absorção no trato gastrointestinal superior, além de ser fermentado pela microflora intestinal e por consequência estimular o crescimento das bactérias intestinais potencialmente associadas com a saúde e o bem-estar.

Além do alho cru e da alcachofra, outros alimentos ricos em prebióticos são: a cebola, o tomate, a banana, a cevada, aveia, trigo, cerveja e mel. Também está presente nas cascas de oleaginosas e leguminosas como a linhaça, soja e na raíz da chicória.

Os benefícios são diversos, como a melhora do sono, já que o estudo da UCB sugere que uma dieta rica em prebióticos melhora o sono no estágio anterior ao REM, que é o estágio mais profundo do sono.

Melhora da saúde psicológica e do cérebro, já que ao melhorar o sono automaticamente a saúde do cérebro melhorará consideravelmente.

Além disso, alimentos ricos em prebióticos ajudam a reduzir o risco de câncer coloretal, de acordo com nove estudos feitos pela Universidade de Minnesota. Também aumenta a absorção de cálcio e a sensação de saciedade, podendo levar até mesmo a perda de peso.

Por isso, a partir de hoje, coloque em sua lista de compras todos esses alimentos ricos em prebióticos.

Fonte / Referências:
• Tree Hugger : “6 reasons to eat more food rich in prebiotics”

Instituto Nacional de Saúde Americano

University of Colorado Boulder(UCB)

As fotografias do monge Matthieu Ricard

O que esperar de fotos tiradas por um monge budista?
E se esse monge for também um ex-geneticista molecular do Instituto Pasteur, na França e ainda por cima considerado pela ciência como “o homem mais feliz do mundo”?

Essas são as fotografias do monge budista Matthieu Ricard, que em 2012 foi declarado por pesquisadores da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, simplesmente como o “homem mais feliz do mundo”. Esses pesquisadores constataram que o cérebro de Ricard produzia um nível de ondas gama nunca antes relatada na neurociência.

O estudo revelou que, graças à meditação, ele tem uma capacidade incrivelmente anormal de sentir felicidade e uma propensão reduzida para a negatividade.

Um pouco sobre Matthieu Ricard

Nascido em 1946, Matthieu Ricard formou-se Ph.D. em genética molecular no Instituto Pasteur, em 1972, área que abandonou após completar sua tese de doutorado, para se dedicar ao budismo tibetano.

De lá para cá, são mais de 40 anos dedicados à prática do budismo e da meditação.

fotografias do monge budista Matthieu Ricard
Fotografia tirada pelo monge budista Matthieu Ricard.

As fotografias do monge

“A vida espiritual de Matthieu e sua câmera são uma coisa só, da qual jorra essas imagens, efêmeras e eternas” – Henri Cartier Bresson, sonbre o trabalho fotográfico de Matthieu Ricard.

Matthieu consegue capturar de uma forma única a felicidade nas suas fotografias, seja dos mestres espirituais ou mesmo das pessoas “comuns” que fotografa no Nepal, país onde reside, no monastério de Shechen Tennyi Dargyeling. Além de pessoas, Matthieu Ricard também fotografa diversas paisagens naturais da região do Himalaia.

Publicou os livros de fotografia “Tibet, An Inner Journey” e “Monk Dancers of Tibet”, além de participar de outros projetos como os também livros fotográficos “Buddhist Himalayas”, “Journey to Enlightenment” e “Motionless Journey: From a Hermitage in the Himalayas”.

Os livros do monge

Além da fotografia, Matthieu Ricard também se dedica a espalhar os conceitos de felicidade, meditação e do budismo em todo o ocidente. Tem dois livros lançados em português, “Felicidade. A Prática do Bem-Estar” e “A Revolução do Altruísmo”.

Para saber mais

Suas fotografias, além de outras informações sobre projetos pessoais podem ser acompanhados em seu site pessoal: matthieuricard.org. Visite e conheça.

Conheça os 5 alimentos que devem ser consumidos crus

Boa parte dos alimentos que ingerimos podem ser mais benéficos quando preparados na sua forma correta. Alguns deles liberam mais vitaminas quando são assados ou cozidos, outros, são mais benéficos quando consumidos crus. Por isso montamos essa lista dos 5 alimentos que devem ser consumidos crus, para auxiliar na hora de preparar algum prato, aproveitando ao máximo os benefícios e nutrientes disponíveis para cada alimento.

Existem ainda aqueles que possuem benefícios diferentes ao serem cozidos ou comidos crus, isto é, se você cozinhar ele libera certa vitamina, mineral, etc., mas, se você come-lo cru, estará ingerindo algum outro tipo de nutriente.

Os 5 alimentos que devem ser consumidos crus

1. O alho

Para que se aproveite todos os benefícios do alho, a melhor forma de consumi-lo é ingerindo este cru. De acordo com estudos, o ideal é triturar, esmagar ou picar o alho e deixar 10 minutos em repouso antes do preparo. Esse é o tempo ideal para permitir a conversão da aliina em alicina, composto presente no alho que traz diversos benefícios. Saiba mais sobre as propriedades do alho em nosso post “Os 10 benefícios do alho”.

Utilize o alho cru para obter mais vitamina C, fósforo, selênio e, principalmente, alicina a substância presente no alho que é considerada um antibiótico natural, além de ter propriedades antioxidantes, auxiliar na redução do colesterol. Em regiões onde seu consumo é alto, coincidentemente ou não, é baixo o número de casos de câncer entre a população.

2. O brócolis

O brócolis também é ótimo contra o câncer, certo? Correto, mas comê-lo cru é a melhor forma de aproveitar este benefício, já que cozinhá-lo inativa a tirosinase, uma enzima presente no brócolis que ajuda a limpar o fígado de substâncias cancerígenas.

Experimente incluir o brócolis cru em saladas ou até mesmo em sucos. É essencial colocar o brócolis entre os alimentos que devem ser consumidos crus.

3. A cebola

Basta cortar e comer. Ao fritar ou cozinhar a cebola, você terá menor quantidade de seus benefícios, principalmente da quercetina, substância que ajuda a prevenir tumores.

Isso além de diversos outros benefícios, que vão desde melhorar a circulação sanguínea, até mesmo a prevenção contra a anemia, pois possui boas quantidades de fósforo, ferro, vitamina E.

4. A beterraba

Quando cozida, a beterraba pode perder mais de 25 por cento do seu folato(vitamina B).

Comê-la crua irá preservar este composto que é muito importante para diversas funções do corpo, principalmente o cérebro.

5. Couve

Rica em vitaminas A, C e B6 quando consumida crua, mas que se perdem quando cozidas. Experimente consumi-la em saladas, ou em sucos detox, como neste nosso delicioso suco verde feito com folhas de couve(veja aqui a receita).

Conhece mais alimentos que devem ser consumidos crus? Envie para nós!

Desafio vegetariano: 7 dias sem carne

Tentar este desafio vegetariano e ficar sem comer carne por 7 dias pode ser uma maneira divertida e interessante para experimentar(e ver que não é tão difícil assim seguir) o vegetarianismo.

Por que virar vegetariano?

• Pela saúde: Reduza o risco de certos tipos de câncer, diminua seu colesterol e tenha mais energia.
• Pelos animais: Deixe-os simplesmente viver 😉
• Pela natureza: Menos emissão de carbono, menos desmatamentos para a pecurária, etc.
• Por um desenvolvimento mental (e para alguns também espiritual): Sua mente se desenvolve também quando precisa se adaptar à novos padrões e disciplinas.
• Experimentar coisas novas: novas receitas, novos restaurantes. Saia um pouco do padrão ao qual está acostumado.

Como funciona

Escolha uma segunda-feira e inicie seu desafio vegetariano, corte de seu cardápio todo tipo de carne, tanto vermelha como branca(sim, aves e peixes também não podem). Faça isso durante toda a semana até domingo, o último dia.

Experimente novas receitas e não apele para as massas ou soja. Vegetarianos comem soja, mas muito menos do que as pessoas imaginam. Dê uma olhada nas diversas receitas aqui do Cultivate e experimente alguma.

Dicas

Não se preocupe na falta que a carne fará ao seu corpo na absorção de nutrientes essenciais. Na verdade ela não fará nenhuma falta desde que você se alimente corretamente.

Experimente comer muitos grãos, como o feijão, a lentilha ou o grão de bico, aliados ao arroz integral e verduras(principalmente aquelas com cor verde escura). Desta forma você estará ingerindo todas as suas necessidades diárias de ferro e proteínas que precisa.

Castanhas, quinua, sementes de chia e outros tipos de grãos também são excelentes fontes de nutrientes. Não se esqueça dos sucos, como o de laranja, por exemplo, que por ser rico em vitamina C fará seu corpo absorver mais ferro.

Desafie e compartilhe!

Que tal chamar algum amigo ou companheiro(a) para participar do desafio vegetariano?

Participe e deixe aqui no site seu comentário como foi todo o processo e como se sentiu ao final de uma semana.

Você também pode usar a hashtag #desafio7diasvegetarianos no twitter, facebook ou instagram para postar textos ou fotos sobre o desafio vegetariano.

Boa sorte!

Golden Milk (leite dourado)

O “golden milk” ou “leite dourado” é uma bebida com origem na Ayurveda, medicina desenvolvida e aplicada na Índia há cerca de 7 mil anos – um dos mais antigos sistemas medicinais da humanidade.

Tendo em sua base a cúrcuma(ou açafrão da terra), a bebida é deliciosa, fácil de preparar e o melhor, os benefícios de seu consumo são enormes e a grande maioria destes já comprovados pela ciência moderna.

A doença, para a Ayurveda, é mais que a manifestação de sintomas perigosos à manutenção da vida. A Ayurveda considera que a doença inicia-se muito antes de chegar à fase em que ela finalmente pode ser percebida. Assim, pequenos desequilíbrios tendem a aumentar com o passar do tempo originando a enfermidade muito antes que possamos percebê-la.

Veja abaixo uma lista de alguns dos benefícios do Golden Milk:
• Anti-inflamatório, anti-oxidante, anti-séptico e analgésica
• Aumenta a imunidade
• Anti-cancerígeno
• Ajuda a baixar os níveis de colesterol
• Promove a saúde digestiva.
• Desintoxica o fígado.
• Regula o metabolismo e o controle do peso
• Regula os níveis de pressão sanguínea
• Melhora a memória e as funções cerebrais
• Ajuda no tratamento de diversas doenças de pele
• Baixa os níveis de triglicerídeos
(fonte: Healthy Holistic Living)

Você pode preparar o Golden Milk de duas formas: a primeira adicionando um a um os ingredientes ao leite de amêndoas; a segunda preparando uma pasta que pode ser guardada na geladeira para você usar sempre que for preparar sua bebida.

Criando a pasta de cúrcuma(açafrão da terra)

Ingredientes:
• 1/4 xícara de cúrcuma(açafrão da terra)
• 1/2 colher de chá de pimenta preta moída
• 1/2 xícara de água filtrada

Como preparar:
Misture a cúrcuma(açafrão da terra), a pimenta preta e a água com uma colher, até formar uma pasta homogênea. Armazene na geladeira.

Preparando o Golden Milk com a pasta de cúrcuma

Ingredientes:
• 1 xícara de leite de amêndoas(pode substituir por leite de arroz, soja…)
• 1 colher de chá de óleo de coco(pode substituir por ghee)
• 1/4 ou mais de colher de chá da pasta de cúrcuma
• Mel ou açúcar mascavo para adoçar

Como preparar:
Aqueça o leite até o ponto que você queira, adicione os ingredientes e mexa bem.

Mas, caso você queira preparar seu Golden Milk sem preparar a pasta, siga a receita abaixo:

Ingredientes para uma xícara grande da bebida:
• 1 xícara de leite de amêndoas(ou arroz, soja…)
• 2 colheres de café de cúrcuma(açafrão)
• 1 colher de café rasa de pimenta preta moída
• 1 colher de chá de mel ou de açúcar mascavo

Preparando:
Aqueça o leite até o ponto que você queira, adicione os ingredientes e mexa bem.

Dicas:

Experimente adicionar também:
• 1 pedaço de canela
• 1 colher de café de gengibre em pó
• 1 colher de café de masala(mistura indiana de especiarias)

Vai ficar perfeito!
Bom golden milk para você e saúde!

Receita deliciosa de suco verde detox

suco verde detox

O suco verde detox está definitivamente na moda. Não só por este motivo, mas principalmente pelo bem que muitos desses tipos de sucos deles fazem, que resolvemos colocar aqui a nossa versão.

Muitos dizem que são ótimos emagrecedores, outros que são antioxidantes, outros ainda bebem pra fazer um “detox” do organismo, principalmente após épocas de grandes abusos alimentares, como fim de ano, carnaval, páscoa, e por aí vai.

Já nós do Cultivate, gostamos do suco verde detox simplesmente pelo sabor, mas claro, um pouco também por todo isso aí que foi dito anteriormente.

O ideal é que este suco seja feito utilizando uma centrífuga, para que você realmente consiga extrair de cada ingrediente a sua essência, e mais do que isso, o seu sabor. Caso não possua uma centrífuga, experimente bater todos os ingredientes num liquidificador adicionando a quantidade de água que for necessária. Depois coe antes de servir.

O rendimento na centrífuga é de aproximadamente 1 litro.

Ingredientes do suco verde detox:
• 3 pepinos orgânicos grandes com casca(lave bem antes de usar)
• 2 cenouras orgânicas descascadas
• 2 maçãs descascadas
• 1 beterraba orgânica média
• 3 folhas de couve orgânica
• 2 pedaços(tamanho aproximado de 1 dedo para cada pedaço) de gengibre descascado
• 1 colher de sopa de farinha linhaça dourada
• 1 limão descascado
• 2 colheres de sopa de melaço de cana para adoçar(o melaço de cana é rico em ferro)
• 1 colher de chá de cúrcuma(ou açafrão da terra)

Como Preparar
Com exceção do melaço de cana e da linhaça, coloque todos os demais ingredientes na centrífuga. Ao final misture o melaço para adoçar e não se esqueça da farinha de linhaça, que é riquíssima em ômega 3.

O resultado será um suco verde detox delicioso, que por causa da beterraba quase não é verde, mas, o que importa mesmo é a sua saúde e bem estar! Aproveite.

Hambúrguer de abacate com quinua

hambúrguer de abacate com quinua

Há muito tempo que estamos testando diversos tipos de hambúrgueres vegetarianos, variando ingredientes, temperos, formatos, modo de preparo, de fritura, etc., buscando a receita ideal.

Neste hambúrguer de abacate com quinua conseguimos finalmente unir o saudável com o saboroso, e melhor ainda, de uma maneira muito fácil de fazer. Nesta receita utilizamos boa parte de ingredientes orgânicos, o que é muito melhor para a saúde e o meio ambiente.

Ingredientes & Benefícios
O abacate é uma das frutas mais ricas aos seres humanos, com alto teor de vitamina E, além de ácidos gordos essenciais e proteína. Além disso, ele possui as vitaminas A, B1, B2, B3, D, C, além de potássio, fibras, e uma grande quantidade de ácido fólico, que ajuda na redução dos níveis de colesterol no sangue. Pesquisas mais recentes indicam ainda que o abacate pode ajudar a regular os níveis de glicose no sangue, uma ótima descoberta para pacientes com diabetes.

A quinua(também chamada de quinoa) se tornou um importantíssimo alimento devido ao seu alto grau de proteína e diversas outras propriedades e vitaminas que são benéficas para a nossa saúde. Ela foi qualificada ainda como o melhor alimento vegetal para o consumo humano pela Academia de Ciências dos Estados Unidos.

A quinua atua na prevenção de doenças como câncer de mama, turbeculose, anemia e outras. Além disso, reforça o sistema imunológico e auxilia no desenvolvimento de funções ligadas à inteligência e aos reflexos. Na quinua encontramos ainda todos os aminoácidos que são essenciais para a nossa saúde, além das vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e E, e ainda possui minerais como o ferro, cálcio, magnésio, manganês, zinco e potássio. Por fim, ela é rica em ômega 3 e 6, além de possuir fitoestrógenos, substâncias naturais possuem ação similares a de certos hormônios, o que ajuda as mulheres a amenizar os sintomas da TPM e também da menopausa.

Veja abaixo como preparar o hambúrguer de abacate com quinua!

Ingredientes
• 1 xícara de quinua orgânica
• 1 abacate orgânico maduro
• 1 cenoura orgânica ralada
• 1 xícara de farinha de trigo integral
• 1/2 xícara de farinha de rosca
• 1 cebola picada a brunoise(picada em cubos bem pequenos)
• 4 dentes de alho bem esmagados
• Sumo de 1 limão
• Pimenta preta moída na hora
• Sal marinho a gosto

Como Preparar
Cozinhe a quinua em uma panela com duas xícaras e meia de água e um pouco de azeite, até que a água evapore completamente. Reserve e deixe esfriar.

Amasse o abacate com um garfo e depois uma colher, até obter uma consistência bem pastosa. Misture a cenoura ralada, a cebola, o alho esmagado, o sumo do limão, a farinha de trigo e por fim a farinha de rosca. Mexa tudo muito bem, adicione a quinua, misturando mais um pouco, e vá adicionando aos poucos o sal marinho e a pimenta preta.

Monte o hambúrguer de abacate fazendo pequenas bolas, e em seguida amasse suas extremidades para que fiquem no formato de hambúrguer.

Como é um hambúrguer que vai pouca farinha, o ideal é que seja frito somente com um mínimo de óleo, como o hambúrguer feito em uma chapa. Caso queira dar mais consistência, aumente a quantidade de farinha na receita.

Rendimento & Dicas do hambúrguer de abacate com quinua
Tempo de preparo: Aproximadamente 1 hora.
Rendimento: 12 unidades.
Congele enrolado em um filme plástico por um mês.

Bom apetite!