Penne ao molho de abacate

Essa receita de “penne ao molho de abacate” tem muito frescor, já que o molho não é cozido e tem ingredientes com muito sabor, como o manjericão e o hortelã. Além disso é vegetariana e pode ser também vegana caso você substitua o penne por uma versão sem ovos(feito com arroz ou com farinha de milho, por exemplo).

O ingrediente principal é o abacate, que vai fazer neste caso o papel do creme de leite ou do molho roux. Para quem está acostumado a comer o abacate somente em sobremesas, pode parecer estranho no princípio ver a consistência do molho e não fazer a associação direta com o sabor doce.

Mas, logo na primeira garfada a ideia de que o abacate só serve para pratos doces vai embora quase que de imediato. Na verdade é bem capaz, como foi no meu caso, que aconteça o inverso, que o abacate comece a ser visto como mais um ingrediente para se fazer pratos salgados do que doces.

Enfim, vale a pena experimentar esse molho de abacate, seja você onívoro, vegetariano ou vegano. Nos três casos com certeza vai adorar essa receita.

Penne ao molho de abacate

Print This
Serves: 2 Prep Time: Cooking Time:

Ingredients

  • 250 gramas de penne
  • 1 abacate médio bem maduro
  • 1/2 maço de manjericão
  • 3 a 5 colheres de sopa de azeite
  • 1/2 limão
  • 1/4 de copo de água
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de café de hortelã desidratado
  • sal
  • pimenta preta moída na hora

Instructions

Em uma panela, coloque cerca de um litro de água para ferver, adicione uma colher de chá de sal e assim que a água começar a ferver, coloque o penne e deixe até que ele fique “ao dente”(nem muito duro nem muito macio).

Enquanto isso, prepare o molho, colocando todos os outros ingredientes(abacate, manjericão, azeite, limão, água, alho, hortelã, sal e a pimenta) em um liquidificador. Bata até conseguir uma mistura homogênea, isto é, até que o manjericão praticamente se dissolva no molho.

Quando o penne estiver no ponto certo, escoe a água e reserve. Adicone então o molho sobre o penne, misture e pronto!

O ideal é servir de imediato, já que o frescor do molho vai ser perder caso seja armazenado de alguma forma. Além disso, o abacate costuma se oxidar facilmente e ficar escuro caso seja armazenado.

Bom apetite!

Manteiga de abacate vegana

Esta receita de manteiga de abacate vegana é facílima de preparar e fica pronta em minutos. Além disso, necessita de poucos ingredientes, no caso o avocado, fruto que é da família do abacate, só que tem menos água e por isso tem um sabor mais forte e concentrado, além do limão, sal do himalaia e por fim o óleo de coco.

Você pode também incrementar essa receita incluindo outros ingredientes como a salsinha, a pimenta, o alho, etc.

Porém, agora vamos ensinar a receita de uma manteiga base para ser usada no dia a dia, de preferência substituindo a manteiga normal, o que trará inúmeros benefícios para a saúde, já que o abacate e os demais ingredientes desta receita são totalmente de origem vegetal, e portanto veganos, além, claro, de possuírem diversas propriedades benéficas.

O sabor também é incrível e se bobear superior ao da manteiga tradicional feita a partir do leite. Vale a pena pelo menos experimentar!

As propriedades do avocado

O avocado pode ser considerado um alimento funcional, já que é muito nutritivo, pois é rico em vitamina A, C, E e B6.

O avocado também contribui para deixar a pele mais saudável, previne infecções, auxilia em tratamentos de impotência sexual e ajuda a manter a saúde dos olhos. Ele também possui uma ótima quantidade de potássio, mineral que está presente em diversas(dezenas) funções de nosso corpo, além do fósforo, que é fundamental para a formação dos ossos e dentes.

Sua gordura é a insaturada, o que faz com que nossa manteiga de abacate seja o oposto da manteiga tradicional, repleta de gorduras saturadas. Além disso, possui fitoesteróis, que são um grupo de esteróis naturalmente presentes nas plantas e que ajudam na redução do colesterol.

Bom, propriedades e benefícios apresentados, vamos ao principal, que é a receita desta deliciosa manteiga de abacate vegana:

Manteiga de abacate vegana

Print This
Serves: 12 Prep Time:

Ingredients

  • 4 avocados bem maduros
  • 5 colheres de óleo de coco
  • Sumo de 1 limão
  • sal do himalaia

Instructions

Descasque os abacates e coloque-o em um recipiente. Utilize um garfo para massa-lo bastante(caso prefira, você também pode usar o liquidificador. Adicione os demais ingredientes e misture tudo muito bem com uma colher, até que se obtenha uma mistura homogênea. Pronto! Fácil, não?

Armazene em um pote com tampa em geladeira. Com o resfriamento, o óleo de coco presente na receita se solidifica, deixando a mistura mais parecida com a consistência da manteiga. Utilize em torradas, pães e lanches, saladas, etc.

Bom apetite!

Aprenda a fazer nossa deliciosa receita de guacamole

Iguaria típica da culinária do México, a receita de guacamole é muito simples e rápida de preparar, já que em menos de 10 minutos você consegue preparar.

Seu nome vem de origens indígenas, pois “Ahuacatl” é o abacate, e “mole” é um nome genérico para “molho”. Resumindo: molho de abacate. Segundo as tradições, foi criado pelos astecas e seu preparo foi ensinado ao povo Tolteca pelo deus Quetzalcóatl.

O abacate possui muita gordura saudável, isto é, é rico em ômega 3. Por isso é muito importante para a circulação sanguínea, para o cérebro e diversas outras funções relacionadas com o ômega 3. Possui também ácido fólico, proteínas e é rico em antioxidantes, o que ajuda a proteger o organismo como um todo.

Quem está acostumado a comer o abacate preparado como doce, no início poderá estranhar comê-lo como um prato salgado. Porém, depois de um tempo o estranhamento com certeza será comê-lo doce, já que os sabores desta fruta na sua forma salgada é muito mais rica e deliciosa. Aprecie nossa receita de guacamole!

Receita de guacamole

Print This
Serves: 4 Prep Time:

Ingredients

  • 1 abacate médio maduro
  • 1 tomate descascado e picado em pequenos cubos
  • 1 cebola picada em pequenos cubos(brunoise)
  • 1 dente de alho
  • 1 limão espremido
  • 1 colher de chá rasa de pimenta preta(moída na hora)
  • 1 colher de café de sal do himalaia
  • 1 colher de café de páprica picante

Instructions

Em um recipiente coloque o abacate esmague-o utilizando um garfo, até obter uma pasta. Adicione os demais ingredientes, mexa e misture tudo com uma colher.

Dica 1
Antes de cortar e picar o tomate, descasque, corte-o ao meio e com os dedos elimine a sua parte mais líquida(incluindo as sementes).

Dica 2
Se quiser uma versão mais apimentada, experimente colocar algumas gotas de sua pimenta predileta na sua receita de guacamole.

Dica 3
Coloque uma colher de chá de cúrcuma(açafrão da terra) e transforme seu guacamole em um super alimento, combinando a cúrcuma com a pimenta preta.

Notes

Bom apetite!

50 alimentos obrigatórios para o consumo orgânico

De acordo como nossa legislação, um alimento orgânico deve ser isento de insumos artificiais como adubos químicos, agrotóxicos, drogas veterinárias, hormônios e antibióticos. É proibido o uso de radiações ionizantes, que são aquelas que produzem substâncias cancerígenas, além de pesticidas, organismos geneticamente modificados, ou aditivos como emulsificantes, corantes, aromatizantes, etc.

Se você imaginar que os processos acima(agrotóxicos, hormônios, antibióticos, adubos químicos, radiações, etc.) fazem parte de quase toda a cadeia produtiva “normal” daquilo que consumimos diariamente, já que o Brasil é um dos maiores utilizadores de agrotóxicos do mundo, isso é mais do que motivo para pensarmos nos orgânicos.

O ideal seria uma dieta exclusiva de produtos orgânicos, mas como sabemos que o custo é alto e a disponibilidade nos mercados e feiras é escassa, elaboramos uma lista com os alimentos obrigatórios para o consumo orgânico(aqueles alimentos que deveríamos comprar na sua forma orgânica) e outra com aqueles que seriam “dispensados” da compra orgânica por não oferecer risco à saúde.

De qualquer forma, analisamos diversas listas(nacionais e internacionais) e encontramos em alguns casos alguns alimentos que chegam a pertencer a ambas as listas. Nesses casos, isto é, na dúvida, colocamos estes alimentos na lista para a compra orgânica.

A lista “só compre orgânicos” está organizada por ordem de importância, dos alimentos mais citados como perigosos até aqueles que seriam menos prejudiciais; e na lista “não precisam ser orgânicos” estão dispostos os alimentos dos mais seguros para os menos seguros.

Só compre orgânicos(alimentos obrigatórios para o consumo orgânico):

• Morango
• Pimentão
• Maçã
• Nectarina
• Pêra
• Aipo ou Salsão
• Uva
• Cereja
• Goiaba
• Figo
• Espinafre
• Tomate
• Tomate cereja
• Pepino
• Ervilha
• Blueberries
• Batata
• Pimenta
• Alface
• Couve
• Ameixa
• Framboesa
• Cenoura
• Cebola
• Beterraba
• Abacaxi
• Maracujá

Não precisam ser orgânicos:

• Abacate
• Milho
• Repolho
• Aspargo
• Manga
• Kiwi
• Berinjela
• Melão
• Grapefruit
• Pitanga
• Nêspera
• Coco
• Caqui
• Couve-flor
• Batata Doce
• Cogumelo
• Brócolis
• Melancia
• Cebolinha
• Tangerina
• Laranja
• Abóbora
• Mamão

Algumas dicas

Alguns processos podem ajudar a diminuir o malefício de todos esses alimentos quando consumidos não orgânicos. Veja abaixo:

Lave muito bem os alimentos, retirando as folhas externas das verduras e as cascas das frutas, tubérculos e legumes. Retire as dobras externas dos alimentos, pois também são locais com grande acúmulo de veneno.

• Ao chegar do supermercado ou da feira, armazene os alimentos por algumas horas na geladeira antes de lavar, pois desta forma você evita que o alimento “sugue” a água da lavagem e com isso leve para o seu interior todo o veneno utilizado em sua produção.

Alimente-se sempre com produtos de época, isto é, aqueles que estão no período correto de seu ciclo de maturação e deste forma não necessitou de tantos agrotóxicos para se desenvolver.

Consuma alimentos produzidos preferencialmente em sua região. Alimentos que precisam se deslocar longas distâncias até chegar na sua cozinha muitas vezes são carregados com mais agrotóxicos para que aguente todo o percurso. A poluição pela qual esse alimento passa durante o trajeto também é um ponto interessante, já que muitas vezes são transportados em caminhões abertos e sem nenhuma proteção contra fumaça.

• Existe a ideia de que se acrescentarmos tintura de iodo a 2% com água pode ajudar a eliminar parte dos agrotóxicos(o que provavelmente não seja tão eficaz ou mesmo comprovado), mas que porém também não custa tentar. O ideal é que para cada litro/água sejam misturados 5 ml de tintura de iodo a 2%. Deixe os alimentos nesta solução por uma hora e depois lave muito bem em água corrente.

Conheça os princípios da agricultura orgânica

» O solo é um organismo vivo, e dele deve ser retirado apenas o necessário;
» Usar apenas adubos orgânicos de baixa solubilidade;
» Controle de pragas com medidas preventivas ou produtos naturais;
» As ervas daninhas fazem parte do sistema, e podem ser utilizados abrigo de insetos ou parar cobrir o solo;

Fontes:
www.webmd.com/food-recipes/ss/slideshow-to-buy-or-not-to-buy-organic
www.treehugger.com/green-food/EWG-2016-top-12-toxic-fruit-and-vegetables.html
www.ewg.org/foodnews/list.php
www.lemanjue.com.br/quais-alimentos-deveriamos-consumir-organicos/
www.mundoboaforma.com.br/18-alimentos-com-mais-agrotoxicos-no-brasil/
www.ambientalsustentavel.org/2011/agrotoxico-os-10-alimentos-mais-perigosos/

Hambúrguer de abacate com quinua

hambúrguer de abacate com quinua

Há muito tempo que estamos testando diversos tipos de hambúrgueres vegetarianos, variando ingredientes, temperos, formatos, modo de preparo, de fritura, etc., buscando a receita ideal.

Neste hambúrguer de abacate com quinua conseguimos finalmente unir o saudável com o saboroso, e melhor ainda, de uma maneira muito fácil de fazer. Nesta receita utilizamos boa parte de ingredientes orgânicos, o que é muito melhor para a saúde e o meio ambiente.

Ingredientes & Benefícios
O abacate é uma das frutas mais ricas aos seres humanos, com alto teor de vitamina E, além de ácidos gordos essenciais e proteína. Além disso, ele possui as vitaminas A, B1, B2, B3, D, C, além de potássio, fibras, e uma grande quantidade de ácido fólico, que ajuda na redução dos níveis de colesterol no sangue. Pesquisas mais recentes indicam ainda que o abacate pode ajudar a regular os níveis de glicose no sangue, uma ótima descoberta para pacientes com diabetes.

A quinua(também chamada de quinoa) se tornou um importantíssimo alimento devido ao seu alto grau de proteína e diversas outras propriedades e vitaminas que são benéficas para a nossa saúde. Ela foi qualificada ainda como o melhor alimento vegetal para o consumo humano pela Academia de Ciências dos Estados Unidos.

A quinua atua na prevenção de doenças como câncer de mama, turbeculose, anemia e outras. Além disso, reforça o sistema imunológico e auxilia no desenvolvimento de funções ligadas à inteligência e aos reflexos. Na quinua encontramos ainda todos os aminoácidos que são essenciais para a nossa saúde, além das vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e E, e ainda possui minerais como o ferro, cálcio, magnésio, manganês, zinco e potássio. Por fim, ela é rica em ômega 3 e 6, além de possuir fitoestrógenos, substâncias naturais possuem ação similares a de certos hormônios, o que ajuda as mulheres a amenizar os sintomas da TPM e também da menopausa.

Veja abaixo como preparar o hambúrguer de abacate com quinua!

Ingredientes
• 1 xícara de quinua orgânica
• 1 abacate orgânico maduro
• 1 cenoura orgânica ralada
• 1 xícara de farinha de trigo integral
• 1/2 xícara de farinha de rosca
• 1 cebola picada a brunoise(picada em cubos bem pequenos)
• 4 dentes de alho bem esmagados
• Sumo de 1 limão
• Pimenta preta moída na hora
• Sal marinho a gosto

Como Preparar
Cozinhe a quinua em uma panela com duas xícaras e meia de água e um pouco de azeite, até que a água evapore completamente. Reserve e deixe esfriar.

Amasse o abacate com um garfo e depois uma colher, até obter uma consistência bem pastosa. Misture a cenoura ralada, a cebola, o alho esmagado, o sumo do limão, a farinha de trigo e por fim a farinha de rosca. Mexa tudo muito bem, adicione a quinua, misturando mais um pouco, e vá adicionando aos poucos o sal marinho e a pimenta preta.

Monte o hambúrguer de abacate fazendo pequenas bolas, e em seguida amasse suas extremidades para que fiquem no formato de hambúrguer.

Como é um hambúrguer que vai pouca farinha, o ideal é que seja frito somente com um mínimo de óleo, como o hambúrguer feito em uma chapa. Caso queira dar mais consistência, aumente a quantidade de farinha na receita.

Rendimento & Dicas do hambúrguer de abacate com quinua
Tempo de preparo: Aproximadamente 1 hora.
Rendimento: 12 unidades.
Congele enrolado em um filme plástico por um mês.

Bom apetite!

Ganache de Abacate

Diz a lenda que um simples deslize resultou neste, que é um dos mais tradicionais doces franceses.

Por volta de 1950, um aprendiz chocolatier teria colocado creme de leite fervido indevidamente sobre o chocolate ao qual preparava. Foi chamado imediatamente de “ganache”, ou algo como “estúpido” em português, pelo seu mestre chocolatier. De qualquer forma a mistura não foi jogada fora e o rude mestre foi obrigado a assumir que o doce, mesmo que resultante de um erro, estava delicioso.

Aprendi esta deliciosa receita saudável e vegana de Ganache, em um curso(o qual indico aos interessados em gastronomia em geral – mesmo aos não vegetarianos ou veganos) de gastronomia vegetariana que fiz no Senac, em Jundiaí, com o professor e chef de cozinha Jaderson Coimbra(inclusive foi o próprio que contou a história do ganache, entre outras ótimas curiosidades sobre os alimentos).

Esta receita de Ganache é elaborada com abacate e é totalmente vegana, uma variação da receita de original que utiliza creme de leite.

Ganache vegano

O resultado, como já da para perceber pelas fotos, ficou incrível. Além da consistência perfeita, o sabor do chocolate se destaca e o abacate não interfere no sabor, pois no final das contas serve mesmo é para dar a consistência ideal ao doce.

Ingredientes
• 2 abacates bem maduros
• 100 gramas de açúcar mascavo(na minha conversão deu aproximadamente 70% de uma xícara)
• 100 gramas de chocolate em pó(aquele do “padre” – na conversão, aproximadamente 90% de uma xícara)
• 10 ml de baunilha(convertidos, 3 colheres de chá)
• água, se necessário(neste caso não foi necessário, mas estou mantendo a receita original)

Como Preparar
Leve todos os ingredientes ao liquidifcador e bata até formar um creme liso e homogêneo. Deixe gelar e sirva polvilhado com canela ou chocolate em pó.

Rendimento: 4 ou 5 porções

Bom apetite, ou ao estilo francês, Bon appetit!