Repelente natural de mosquitos com vodka e citronela em spray

O verão está chegando e com ele também os mosquitos. Por isso, para evitar doenças transmitidas por estes vetores(dengue, zika, chikungunya, etc.), como são chamados, o ideal é utilizar um bom repelente. Então, indicamos aqui nossa receita de repelente natural de mosquitos feita com vodka e citronela.

DEET e os repelentes industrializados

O problema de boa parte dos repelentes industrializados é que possuem diversas substâncias que podem fazer mal para nosa saúde.

Uma delas é o DEET, um dos componentes mais utilizados pela indústria, principalmente por ser um dos componentes mais eficientes para repelir mosquitos e pernilongos. O DEET é toxico e pode levar a danos neurológicos a longo prazo, além de poder causar alergias em crianças.

Solução caseira e natural: nosso repelente natural de mosquitos

Em nossas pesquisas, descobrimos que, além dos já conhecidos óleos essenciais que funcionam como repelentes naturais, como a citronela, o eucalipto, a lavanda, o alecrim, a canela e a melaleuca, também a vodka é bastante eficiente contra esses insetos!

Porém, para que funcione, o ideal é usar em seu repelente natural de mosquitos, uma marca de vodka com boa procedência(Rússia?) e o mais pura possível(nesta receita usamos a Absolut).

Repelente natural de mosquitos com vodka e citronela

Print This
Serves: 50 Prep Time:

Ingredients

  • 70 ml de água
  • 30 ml de vodka
  • 20 gotas de óleo essencial de citronela
  • 10 gotas de óleo essencial de eucalipto
  • 10 gotas de óleo essencial de alecrim
  • 10 gotas de óleo essencial de lavanda
  • 5 gotas de óleo essencial de canela
  • 5 gotas de óleo essencial de melaleuca

Instructions

Coloque tudo em um recipiente spray com capacidade para 100ml, agitando bastante o recipiente sempre que for utilizar.

Você pode aplicar na pele ou nas roupas. Como é um spray natural, utilize várias vezes ao dia para que tenha mais efeito.

Referências:
• Do it Yourself: Vodka: Eco-Friendly Insect Repellent
• Revista Veja: Repelentes: proteção e perigo às crianças
• Hype Science: Repelente contra insetos é perigoso para humanos?

Pasta de dente natural e caseira com xilitol

Esta é a terceira receita de pasta de dente natural que postamos aqui no Cultivate, em versões que foram sendo aprimoradas conforme pesquisamos e aprendemos mais sobre os componentes.

Veja as versões anteriores aqui e aqui.

Nas versões anteriores, utilizamos o adoçante stevia para deixar o sabor das pastas menos salgado e consequentemente mais agradável, pois a pasta de dente natural precisa ser também, além de saudável, prazerosa de usar.

Desta vez, descobrimos o xilitol(em inglês, xylitol), um adoçante natural encontrado nas fibras de alguns tipos de vegetais, como o milho, a framboesa, a ameixa e até mesmo alguns cogumelos.

A grande vantagem do xilitol perante o stevia, é que este tem a capacidade de ser anticariogênico, isto é, tem a capacidade de combater as cáries. O xilitol não fermenta em contato com as bactérias do gênero Streptococcus(que causa a cárie), limitando sua proliferação na flora bucal.

Além disso, o xilitol possui elevada estabilidade química e microbiológica, o que significa que ele também atua como conservante, oferecendo resistência ao crescimento de microrganismos.

Estudos recentes sobre indivíduos que substituíram o açúcar por Xilitol mostram houve uma redução de até 85% na incidência de cáries. Ao usar o xilitol, a salivação é estimulada pelo adoçante e os minerais presentes na saliva promovem a remineralização dos dentes e, em consequência, a reversão de cáries em estágio inicial.

Resultado: uma pasta de dente natural que atua no combate às cáries e também tem vida útil maior.

Mas atenção: mantenha o xilitol longe dos animais domésticos

Cuidado, o xilitol é extremamente perigoso para os animais domésticos, principalmente os cães.

O grande problema é que tanto nos humanos como nos cães, o nível de açúcar é controlado através do pâncreas, que libera insulina com essa finalidade.

Porém, para as espécies não primatas, o consumo de xilitol(mesmo em pequenas quantidades), produz a estimulação do pâncreas para liberar a insulina, o que resulta em uma diminuição rápida dos níveis de açúcar no sangue. Assim, dependendo do tamanho do animal e da quantidade consumida, essa hipoglicemia poderá acontecer entre dez e sessenta minutos depois da ingestão do produto e poderá causar danos permanentes e até mesmo a morte do animal.

Portanto, mantenha sua pasta de dente e também o seu xilitol armazenado bem longe destes animais, já que ele é praticamente um veneno para eles.

Caso você queira fazer sua pasta de dente natural e caseira sem xilitol, veja as receitas anteriores aqui e aqui.

Pasta de dente natural e caseira com xilitol

Print This
Serves: 30 Prep Time:

Ingredients

  • 80 gramas de bicarbonato de sódio
  • 4 colheres de sopa de óleo de coco
  • 3 colheres de sopa de xilitol em pó
  • 2 colheres de chá de sal do himalaia
  • 10 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta(peppermint)
  • 10 gotas de óleo essencial de limão tahiti
  • 8 gotas de óleo essencial de canela
  • 8 gotas de óleo essencial de lavanda
  • 5 gotas de óleo esencial de maleleuca
  • 2 colheres de sopa de água filtrada

Instructions

Dica(antes de iniciar a preparação):

Caso o seu xilitol e o sal do himalaia estejam com uma consistência um pouco mais grossa, triture-os(podem estar juntos) em um moedor de café, liquidificador ou outro equipamento para que fiquem bem finos(o ideal é que fiquem com a consistência parecida com a da farinha de trigo).

Preparando sua pasta de dente natural e feita em casa

Coloque todos os ingredientes em uma vasilha, mexa e misture bem utilizando uma colher. A consistência ideal é que fique um pouco mais firme que a pasta de dentes convencional.

Porém, caso você prefira sua pasta mais líquida, basta adicionais mais uma colher de sopa de água filtrada.

Conserve sua pasta preferencialmente em geladeira em um pote tampado. Para usar, você pode colocar a pasta diretamente na escova utilizando uma colher, ou colocar a pasta na boca e depois escovar(a maneira mais fácil).

Notes

E relembrando(mais um motivo para você partír para os naturais): ao todo são 8 ingredientes perigosos para a saúde encontrados na maios parte dos cremes e pastas dentais tradicionais. São estes: • Fluoreto de sódio: desregula as glândulas hormonais e reduz as funções das glândulas adrenal e tireóide. • Propilenoglicol: é um tipo de óleo mineral comumente usado na indústria em tintas, esmaltes, vernizes, além de produtos para a refrigeração de motores e anticongelantes. • Glicerina: apesar de não ser tóxica, ela adere aos dentes impedindo a absorção de minerais naturalmente presentes na saliva, além de impedir a limpeza natural da lingua sobre os dentes. • Sorbitol: Açúcar alcóolico usado para não deixar que a pasta endureça depois de aberta. • Aspartame ou Sacarina: alguns estudos sugerem que adoçantes deste tipo podem ser prejudiciais para a saúde humana. • Dietanolamina (DEA): Usada para fazer espuma, têm associado ao seu uso um aumento de casos de câncer no fígado e rins. • Triclosan: ação anti-bacteriana e anti-fúngica, que impede o funcionamento adequado da tireóide e em testes recentes em animais gerou aumento nos casos de câncer. • Lauril sulfato de sódio: usado para dar forma à pasta e também agente usado para a remoção da placa bacteriana. Porém, diversos estudos vem demonstrando que este produto pode causar úlceras e até mesmo câncer nas gengivas.

Faça você mesmo: creme dental caseiro (nova versão)

Esta é nossa segunda versão de creme dental caseiro(veja o anterior aqui) e resolvemos pública-lo pois o resultado ficou ainda melhor que a nossa primeira versão.

Na verdade, criar sua própria versão de um creme dental caseiro é muito fácil, pois você tem os ingredientes básicos, que são o bicarbonato, o sal e o óleo de coco, que podem ser misturados a óleos essenciais ou outros ingredientes do seu gosto. Vale o exercício de criar diversas versões, cada hora experimentando um ingrediente diferente.

Nesta nova versão, colocamos uma maior quantidade do óleo essencial de hortelã-pimenta e do óleo de coco, porém reduzimos a quantidade de água. Além disso, inserimos algumas gotas do óleo essencial de lavanda e do melaleuca, que, além de dar um sabor/odor refrescante ao creme dental caseiro, possuem propriedades antibacterianas, antifúngicas e antivirais, além de anti-inflamatórias e analgésicas.

A canela em pó é um excelente conservante natural, assim como o óleo de coco, que garantem maior validade para o seu creme dental. Mesmo assim o ideal é sempre armazena-lo na geladeira, tampado, e sempre que for escovar os dentes, utilize uma colher pequena e limpa para pegar a pasta e colocá-la na escova(ou diretamente na boca).

Ingredientes do creme dental caseiro:

• 1/3 de xícara(ou 80 gramas) de bicarbonato de sódio
• 1 colher de chá de sal marinho
• 1 colher de chá rasa de canela em pó
• 2 colheres de sopa de óleo de coco(» Compre aqui)
• 20 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta(» Compre aqui)
• 6 gotas de óleo essencial de lavanda(» Compre aqui)
• 3 gotas de óleo essencial de melaleuca(» Compre aqui, orgânico)
• 1 ou 2 colheres de sopa de água filtrada
• (opcional) 2 envelopes ou 1,6 gramas de Stevia adoçante(pó)(» Compre aqui stevia orgânico)

Como preparar

Misture tudo o que for em pó(bicarbonato de sódio, sal marinho, a canela e o stevia) em um recipiente onde você possa mexer sem derramar. Acrescente os óleos essenciais(hortelã-pimenta, lavanda e melaleuca) e misture novamente. Depois, coloque as colheres de óleo de coco e misture novamente até quase obter uma mistura consistente.

No final, acrescente uma colher de sopa de água filtrada ou fervida(fria) e misture até obter a consistência desejada. Se estiver ainda esfarelando, acrescente mais uma colher de sopa de água e misture.

Pronto, sua pasta estará perfeita para o uso.

Por que utilizar um creme dental caseiro?

Só para lembrar, são diversas matérias alertando sobre o perigo de alguns dos ingredientes utilizados nas pastas de dentes convencionais, que vão desde o flúor, tão valorizado pela publicidade, até outros ingredientes como o triclosan, mais recentemente associado ao câncer em testes feitos com animais.

Ao todo são 8 ingredientes perigosos para a saúde encontrados na maios parte dos cremes e pastas dentais. São estes:

• Fluoreto de sódio: desregula as glândulas hormonais e reduz as funções das glândulas adrenal e tireóide.
• Propilenoglicol: é um tipo de óleo mineral comumente usado na indústria em tintas, esmaltes, vernizes, além de produtos para a refrigeração de motores e anticongelantes.
• Glicerina: apesar de não ser tóxica, ela adere aos dentes impedindo a absorção de minerais naturalmente presentes na saliva, além de impedir a limpeza natural da lingua sobre os dentes.
• Sorbitol: Açúcar alcóolico usado para não deixar que a pasta endureça depois de aberta.
• Aspartame ou Sacarina: alguns estudos sugerem que adoçantes deste tipo podem ser prejudiciais para a saúde humana.
• Dietanolamina (DEA): Usada para fazer espuma, têm associado ao seu uso um aumento de casos de câncer no fígado e rins.
• Triclosan: ação anti-bacteriana e anti-fúngica, que impede o funcionamento adequado da tireóide e em testes recentes em animais gerou aumento nos casos de câncer.
• Lauril sulfato de sódio: usado para dar forma à pasta e também agente usado para a remoção da placa bacteriana. Porém, diversos estudos vem demonstrando que este produto pode causar úlceras e até mesmo câncer nas gengivas.

Fontes / referências:
• Cura Dente – “Creme dental: perigoso para a saúde do corpo e dos dentes?”
• Yogui.co – “Produto químico encontrado no creme dental colgate total está ligado ao câncer”
• E-how – “Quais são os perigos da ingestão da pasta de dentes por crianças?”
• Arte de Nutrir – “Os 6 ingredientes prejudiciais a saúde presentes nos cremes dentais”

Faça você mesmo: tônico facial caseiro

Este tônico facial caseiro(ou higienizador facial) foi criado com base no tônico facial da “Lush”, chamado de “Tea Tree”(em português melaleuca), que além de ser tão refrescante quanto, é muito mais natural, pois não possui metilparabenos, conservante que pode causar câncer, danos à pele, problemas nos olhos e também de fertilidade.

O tea tree, ou melaleuca, tem naturalmente ação antibacteriana, antifúngica e antiviral, além de anti-inflamatória e analgésica, tornando-se assim muito eficiente no tratamento da pele, principalmente quando oleosa e/ou com acne. É originária da Austrália e muito utilizada por lá por todas as suas propriedades.

Ingredientes do tônico facial caseiro:

100ml de soro fisiológico
5 gotas de óleo essencial de melaleuca (» Compre aqui, orgânico)
3 gotas de óleo essencial de eucalipto (» Compre aqui)
3 gotas de óleo essencial de lavanda (» Compre aqui)

Como preparar:

De preferência compre(ou reutilize) uma embalagem com spray de 100ml(ou mais). Misture todos os ingredientes, insira dentro deste recipiente e agite bastante. Guarde longe do calor.

Como usar:

Pulverize duas a três vezes o tônico facial caseiro em spray diretamente sobre o rosto ou sobre um algodão ou compressa de gaze para fazer a limpeza da pele. Utilize de uma a duas vezes ao dia.

Fontes / referências:
Zero Hora – “Além de câncer, parabeno pode causar perturbação endócrina”
E-How – “Quais os perigos do Metilparabeno?”
E-cycle – “Óleo essencial de melaleuca: poderoso antimicrobiano natural traz diversos benefícios à saúde”

Faça você mesmo: desodorante caseiro fácil

Esta é uma receita de desodorante caseiro que funciona, por incrível que possa parecer, de forma muito mais eficiente do que qualquer outro desodorante industrializado que já utilizamos ou testamos. Basta usar uma vez ao dia e pronto, nada de mau cheiro ou odores decorrentes da transpiração.

O leite de magnésio, um dos principais componentes desta receita e tradicionalmente usado como antiácido, apesar de ser um produto industrializado, não oferece os riscos dos sais de alumínio que compõem os desodorantes e antitranspirantes vendidos por aí, sais estes que são responsáveis por doenças como o câncer(principalmente o de mama) e o mal de Alzheimer.

Segundo dados da Agência de Segurança Sanitária dos Produtos de Saúde da França, 18% das substâncias contidas nos desodorantes, atravessam a pele e são absorvidas pelo organismo.

“Nós podemos observar que o alumínio tem um efeito que pode ser comparado sob certo aspecto à algumas substâncias cancerígenas,ele muda o comportamento das células mamárias e induz mudanças no DNA.Estes são efeitos que nós não esperaríamos de uma substância inerte”, Stefano Mandriota, pesquisador em Biologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Genebra.

Faça uma experiência: utilize este desodorante caseiro por uma semana e você nunca mais sentirá falta dos industrializados.

Ingredientes do desodorante caseiro

• 50ml de leite de magnésia(hidróxido de magnésio 1200mg)
• 50ml de água fervida ou filtrada(deixe esfriar antes de usar)
• 5 gotas de óleo essencial de melaleuca (compre aqui, orgânico)
• 5 gotas de óleo essencial de lavanda (compre aqui)

Como Preparar seu desodorante caseiro

Misture todos os ingredientes e coloque de preferência em um recipiente spray(para facilitar o uso, mas se não tiver spray coloque em um recipiente normal com tampa) de no mínimo 100ml.

Como utilizar:

Utilize como um desodorante normal, aplicando-o sobre as axilas uma a duas vezes ao dia.

Bom uso!

Fontes / referências:
Unicamp – “Especialistas alertam para o uso seguro de desodorantes”
Matricaria – “Riscos dos desodorantes com sais de alumínio”

A tendência dos cosméticos naturais

Vídeo muito interessante do programa Ecoideias, da Unesp, apresentado por Patricia Basseto e que trata da tendência na utilização dos cosméticos naturais, incluindo dicas e “receitas” de alguns produtos que você pode fazer em casa e substituir aqueles industrializados que na grande maioria das vezes podem fazer muito mal à sua saúde e/ou ao meio ambiente.

Aqui no Cultivate você encontra também algumas receitas de produtos naturais que você pode fazer em casa, como nossa pasta de dentes caseira, enxaguante bucal natural, pó para limpeza de pias e privadas e diversos outros. Veja todos estes na nossa seção “Faça você mesmo”.

E você, conhece ou utiliza cosméticos naturais que considera perfeitos substitutos dos produtos industrializados para nos indicar? Envie nos comentários abaixo.

Faça você mesmo: enxaguante bucal natural

Poucos são os reais benefícios dos enxaguantes bucais industrializados, pois, ao contrário do que possa parecer, eles podem causar mais problemas para a saúde bucal do que benefícios.

A solução é fazer seu próprio enxaguante bucal natural, simples de fazer e que pode fazer muito mais pela sua saúde e higiene bucal.

Nossa receita tem apenas alguns ingredientes, o óleo essencial de melaleuca, óleo essencial de hortelã pimenta(peppermint), água filtrada(ou destilada), bicarbonato de sódio e canela em pó.

O óleo essencial de melaleuca possui propriedades antissépticas, antibióticas e antifúngicas. Já o óleo de hortelã pimenta, além de refrescante, também tem propriedades anestésicas e analgésicas. A canela é um importante antibacteriano, antiespasmódico e anti-inflamatório, que também ajuda na conservação e durabilidade do enxaguante.

Ingredientes

• 2 xícaras de água filtrada, fervida ou destilada
• 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
• 1 colher de chá de canela em pó
• 10 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta(usamos este aqui, do iherb)
• 5 gotas de óleo essencial de melaleuca/tea tree(nós usamos este aqui, orgânico)

Como Preparar

Use um recipiente de 500ml, de preferência de vidro(sim, nada de plásticos com BPA), com tampa(uma garrafa, por exemplo) para preparar e armazenar seu enxaguante bucal natural. Coloque tudo neste recipiente, tampe e agite vigorosamente(faça isso sempre que for usar o produto).

Só isso! Simples não?
Basta usar diariamente como um enxaguante bucal normal.

Se armazenado na geladeira, tampado e utilizado sem que haja o contato direto da boca com o recipiente, este enxaguante bucal natural pode durar por volta de 30 dias.

Faça você mesmo: ketchup caseiro

Apesar de ser um molho muito utilizado na culinária norte-americana, o ketchup teve sua origem na China, onde o principal ingrediente usado era o cogumelo. Na Malásia(país que ajudou a introduzir o ketchup no ocidente), uma outra versão tem o nome de kechap, que significa “gosto”.

Temos ainda uma pequena controvérsia com o nome em português, se o correto seria usamos ketchup ou catchup. De acordo com a Academia Brasileira de Letras, a resposta é ketchup, como na versão em Inglês e seu plural, por mais estranho que possa parecer, é ketchups!

Você sabia que no século 19 o ketchup já foi utilizado como remédio? Sim, é isso mesmo, um médico norte-americano chamado John Cook Bennett considerava o ketchup como um santo remédio para curar males como diarréia, indigestão e icterícia.

Uma outra curiosidade sobre o ketchup é que ele pode ser usado com sucesso para limpar peças de metais, como jóias, talheres, lustres, etc. Basta aplicar ketchup na peça e deixar por 15 minutos, esfregar com uma escova e depois enxaguar com água. Funciona, já que o ketchup tem como base de sua composição o tomate e também o vinagre, que o tornam ácido e ótimo para a limpeza desses materiais.

Bom, vamos ao que interessa, a receita do ketchup caseiro!

Ingredientes do nosso ketchup caseiro

• 1 lata de tomate pelado(400 gramas) de parma
• 1 cebola picada finamente
• 2 colheres de sopa de óleo de coco
• 2 dentes de alho esmagados
• 3/4 de xícara de açúcar mascavo
• 2 colheres de sopa de aceto balsâmico
• pimenta preta para moer na hora
• 50 ml de vinagre de vinho branco
• 1 colher de café de gengibre em pó
• 1 colher de café de pimenta do reino moída finamente
• 1 colher de chá de páprica doce
• 3 colheres de chá de sal
• 2 colheres de sopa de azeite
• 2 colheres de sopa de amido de milho

Como Preparar seu ketchup caseiro

Aqueça uma panela em fogo baixo com 2 colheres de óleo de coco. Adicione a cebola e mexa constantemente, até que esta fique bem dourada – aproximadamente 10 minutos. Adicione uma colher de açúcar mascavo, 2 colheres do vinagre balsâmico e moa um pouco de pimenta por cima. Continue mexendo por mais 2 minutos, acrescente então os 2 dentes de alho esmagados e mexa por mais 5 minutos.

Adicione o tomate pelado, junto com 1/2 xícara de água. Deixe cozinhar por mais 10 minutos, para que o molho ganhe consistência. Adicione então o vinagre de vinho branco, o gengibre, a páprica, a pimenta do reino, o sal e o restante(mais ou menos 1/2 xícara) do açúcar mascavo.

Desligue o fogo e leve todos os ingredientes ao liquidificador. Adicione o amido de milho e o azeite e bata bem, até que os ingredientes fiquem bem misturados.

O rendimento é de aproximadamente 400ml.

Dica

Para armazenar, utilize se possível potes de vidros reutilizados e bem limpos/higienizados(o ideal aqui é, além de lavar bem os potes, também ferve-los por aproximadamente 15 minutos.

Deixe o ketchup caseiro guardado para esfriar(e também para absorver melhor o sabor) por pelo menos 3 horas antes de usar pela primeira vez. Você pode guardar em geladeira por até 3 semanas.

Bom apetite!

Faça você mesmo: pó para limpeza de pias e privadas

Mais um produto caseiro “Faça você mesmo”, desta vez vamos ensinar um ótimo pó para limpeza de pias e privadas. Além de um custo mais baixo do que os produtos industrializados, você vai gerar menos resíduos tóxicos dentro de sua própria casa e o principal, vai despejar menos desses mesmos resíduos nos rios, já que o tratamento de esgoto no país é péssimo. Além disso, vai reduzir a quantidade de embalagens plásticas e consequentemente seu descarte na natureza.

A mistura é simples, facílima de fazer mas que funciona muito bem. Leva só bicarbonato de sódio, sal marinho e óleo essencial de eucalipto(você pode usar qualquer outro de sua preferência).

Para entender o processo, o pó para limpeza não deve ser confundido com um produto desinfetante. Para isto, existe o vinagre. Sim, o vinagre é um ótimo desinfetante pois tem ação antibacteriana e ajuda a eliminar o mal cheiro que muitas vezes vem das tubulações, principalmente as mais antigas.

Mas, nem pense em misturar o vinagre com o bicarbonato de sódio, pois ambos acabarão se anulando. A ideia é que primeiro se utilize o pó de limpeza no vaso sanitário ou pia e depois deste processo, aí sim, usaremos o vinagre.

Os Ingredientes:

Pó para limpeza:

• 1/2 xícara de bicarbonato de sódio
• 1/2 xícara de sal marinho
• 40 gotas de óleo essencial de eucalipto

Solução desinfetante:

• Vinagre de maçã(Só ele).
• Embalagem spray para armazenar o vinagre

Preparando o pó para limpeza:

Misture o bicarbonato, o sal e agite bem. Pingue aos poucos as gotas do óleo essencial de eucalipto, mais ou menos umas 5 de cada vez, agite novamente a mistura, pingue novamente mais cinco gotas e vá repetindo o processo até pingar todas as 40 gotas.

Para armazenar, de preferência utilize algum saleiro com tampa, para evitar que o odor do óleo essencial evapore. O saleiro é ideal para fazer a limpeza, como você vai descobrir abaixo.

Como fazer a limpeza:

Espalhe o pó para limpeza por toda a superfície do vaso sanitário ou da pia e deixe o produto agir por 15 minutos. Após esse período, escove a superfície para tirar os resíduos e sujeiras e escoe o produto utilizando água(no caso da privada, basta dar descarga).

Para a desinfecção, borrife o spray de vinagre sobre a superfície que foi limpa e deixe agir por 30 minutos. Depois disso, só eliminar o produto utilizando água, como no processo de limpeza.

Bom uso!

Faça você mesmo: pasta de dentes caseira

Resolvemos criar nossa pasta de dentes caseira ao depararmos com várias matérias alertando sobre o perigo de muitos dos ingredientes utilizados nas pastas de dentes convencionais, que vão desde o flúor, tão valorizado pela publicidade, até outros ingredientes como o triclosan, mais recentemente associado ao câncer em testes feitos com animais.

Ao todo são 8 ingredientes perigosos para a saúde encontrados na maios parte dos cremes e pastas dentais. São estes:

• Fluoreto de sódio: desregula as glândulas hormonais e reduz as funções das glândulas adrenal e tireóide.
• Propilenoglicol: é um tipo de óleo mineral comumente usado na indústria em tintas, esmaltes, vernizes, além de produtos para a refrigeração de motores e anticongelantes.
• Glicerina: apesar de não ser tóxica, ela adere aos dentes impedindo a absorção de minerais naturalmente presentes na saliva, além de impedir a limpeza natural da lingua sobre os dentes.
• Sorbitol: Açúcar alcóolico usado para não deixar que a pasta endureça depois de aberta.
• Aspartame ou Sacarina: alguns estudos sugerem que adoçantes deste tipo podem ser prejudiciais para a saúde humana.
• Dietanolamina (DEA): Usada para fazer espuma, têm associado ao seu uso um aumento de casos de câncer no fígado e rins.
• Triclosan: ação anti-bacteriana e anti-fúngica, que impede o funcionamento adequado da tireóide e em testes recentes em animais gerou aumento nos casos de câncer.
• Lauril sulfato de sódio: usado para dar forma à pasta e também agente usado para a remoção da placa bacteriana. Porém, diversos estudos vem demonstrando que este produto pode causar úlceras e até mesmo câncer nas gengivas.

“Criamos um sistema em que estamos testando esses produtos químicos na população humana. Amo a ideia de que eles são todos seguros.(…) No entanto, quando temos estudos em animais que sugerem o contrário, estamos assumindo um risco grande.” – afirmou à Bloomberg News o professor da Universidade de Massachusetts, Thomas Zoeller.

cocaina dor dentes
Curiosidade: você sabia que a cocaína já foi usada muitos anos atrás para tratar dor nos dentes?


Por todos esses motivos, chegamos a duas soluções:
ou você compra alguma pasta de dentes que não contenha nenhum desses ingredientes, o que é muito difícil e provavelmente você só vai conseguir importando algum produto; ou você cria sua própria pasta de dentes caseira, solução que resolvemos testar e vimos que é totalmente possível e fácil de fazer.

A solução ideal: Criando sua própria pasta de dentes caseira / creme dental

Depois de muita pesquisa sobre a melhor composição para fazer uma pasta de dentes em casa que fosse ao mesmo tempo fácil, barata e principalmente, eficiente, chegamos aos seguintes ingredientes: bicarbonato de sódio, sal marinho, óleo essencial de hortelã-pimenta, óleo de coco, água filtrada(ou fervida) e adoçante Stevia(opcional).

O resultado nos surpreendeu, tanto pelo sabor e frescor, graças ao aroma natural proporcionado pelo óleo essencial de hortelã, como também pela limpeza, já que, apesar de não fazer espuma, a pasta deixou o hálito ótimo e com sensação de limpeza por um período maior que as pastas industrializadas.

No início, o fato de não fazer espuma pode ser o fator de maior estranhamento, mas depois de algum tempo o que passa a ser estranho é justamente o excesso de cremosidade das pastas industrializadas, que nos mostra ser claramente artificial(e prejudicial).

Ingredientes pasta de dentes caseira
Ingredientes pasta de dentes caseira

Ingredientes

• 1/3 de xícara(ou 80 gramas) de bicarbonato de sódio
• 1 colher de chá de sal marinho
• 6 a 8 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta(» Compre aqui)
• 2 colheres de chá de óleo de coco(» Compre aqui)
• Aproximadamente 8 colheres de chá de água filtrada
• 2 envelopes ou 1,6 gramas de Stevia adoçante(pó)(» Compre aqui stevia orgânico)

Clicando nos links acima você pode importar os produtos pelo site do iherb, que recomendamos pois usamos constantemente para adquirir diversos produtos que não encontramos no país. A entrega demora entre 1 e dois meses e é feita através dos correios. (Na primeira compra você ainda ganha um desconto de 5$ utilizando o cupom: hmc416).

Como Preparar

Em um recipiente, utilizando uma colher ou espátula, misture o bicarbonato de sódio, o sal, o Stevia, o óleo essencial e o óleo de coco até ficar homogêneo.

Vá adicionando as colheres de sopa de água filtrada aos poucos, uma a uma, até obter a consistência desejada(conseguimos uma boa consistência com aproximadamente 8 colheres de chá de água).

Mexa bem e guarde em um recipiente bem fechado na parte baixa da geladeira. Para usar, utilize uma colher de chá para pegar a “pasta” e coloca-la na escova de dentes, evitando o contado direto com a pasta e a proliferação de bactérias.

Sempre após o uso guarde o recipiente novamente na geladeira para que este não estrague e também não perca o aroma do óleo essencial.

Armazene por no máximo um mês.